HTC investiga três funcionários acusados de vazar informações sigilosas da empresa

A denúncia oriunda de dentro da empresa revela que dois gerentes e um engenheiro da área de design teriam vazado informações internas sigilosas da HTC.

Por | @RafaelaPozzebon Segurança digital

A HTC está investigando em Taiwan três usuários que teriam roubados segredos da companhia. O Escritório dos Promotores do Distrito da Taipei disse na última sexta-feira (30/8) que dois gerentes e um engenheiro do departamento de design da companhia estão sendo investigados após uma denúncia da própria empresa.

Nesta segunda-feira (2/09), o chefe da promotoria de Taipei, Huang Mou-Hsin, informou que os funcionários foram detidos. Um deles trata-se do vice-presidente de produtos da HTC, Thomas Chien, que trabalha na HTC há 12 anos. Os outros dois são o diretor de pesquisa e desenvolvimento, Wu Chien-Hung, e o gerente sênior de design e inovação, Justin Huang, estes foram presos ainda na última sexta-feira.

A HTC não comenta sobre o assunto, tampouco quais segredos foram vazados. A companhia apenas afirmou nesta segunda-feira para seus acionistas, que “possui recursos suficientes em nossa equipe de design e essa situação não vai impactar as operações da companhia, os planos de portfólio e nosso desempenho geral de negócios”.

De acordo com rumores sobre o assunto, os executivos planejavam usar a tecnologia de interface que foi roubada para criar uma nova empresa de designe, direcionada para vendedores da China.

Mais sobre: HTC, executivos, presos
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.