Site do Google na Palestina é atacado por Hackers

O site do maior buscador do mundo em Israel sofreu nesta segunda-feira um ataque cibernético em sua conta, ao qual o mesmo foi redirecionado para um servidor localizado no Marrocos.

Por | @oficinadanet Internet

Nesta segunda-feira, 26 de julho, o site do Google na Palestina foi vítima de um ataque cibernético, onde ao invés de aparecer os dados normais da página, aparecia o seguinte: “Tio Google, nós dizemos oi da Palestina para lembrá-lo que o país no Google Maps não se chama Israel e sim Palestina!” “Pergunta: o que aconteceria se nós mudássemos o nome do país de Israel para Palestina no Google Maps?”.

Site do Google na Palestina é atacado por Hackers

Até as 17h35 de ontem, o endereço do google.ps transferia o usuário para uma nova página que dizia: “conta surpresa”.

De acordo com site ZDNet, os invasores conseguiram sequestrar o domínio do Google Palestina e assim redirecioná-lo para um novo servidor localizado no Marrocos, mas ainda conforme o próprio site em questão, informou também que os servidores do maior site de buscas do mundo não sofreram nenhum tipo de ataque.

Para o vice-ministro das Relações Exteriores de Israel, Ze’ev Elkin, esse ataque cibernético poderá minar os esforços para a paz na região, uma vez que o governo israelense solicitou em maio deste ano que o Google trocasse de nome a página inicial dirigida aos usuários daquela região.

Vale lembrar que a situação na região ainda é um assunto polêmico e indefinido.

Mais sobre: google palestina israel
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter