Gradiente não aceita vender marca iPhone e anuncia aparelho para outubro

A briga entre Apple e Gradiente, referente a marca iPhone ainda não possui prazo para um final; mesmo procurada pelos advogados da empresa da maçã, a IGB, dona da Gradiente, não aceita um acordo para a compra da marca por parte da Apple.

Por | @RafaelaPozzebon Internet

Lançamento para outubro

Em meio a estes episódios que parecem não ter fim, a IGB Eletrônica anunciou que no mês de outubro, a Gradiente lançará o iPhone C600. Equipado com Android, o smartphone vai competir com o "irmão" norte-americano, segundo a própria empresa acredita. Além do nome, a Gradiente deve ganhar em outro quesito, o preço. O smartphone brasileiro deverá custar pelo menos metade do concorrente da maça.

De resto é esperar pelos próximos capítulos desta batalha, afinal, quem esperava uma novela envolvendo Apple e Gradiente quando, a maior guerra no mundo dos smartphones ocorre entre a mesma Apple e a sul-coreana Samsung?

Entenda a briga

Mais uma vez a Gradiente não entrou em acordo com a Apple referente aos direitos da marca “iPhone” e assim decidi continuar com o processo. De acordo com informações repassadas em nota pela Apple, a empresa procurou os advogados da IGB Eletrônica, dona da Gradiente, para tentar entrar em um acordo na compra dos direitos da marca “iPhone” no Brasil, mas sem sucesso até o momento.

Vale lembrar que a Gradiente arrendou a marca em 2011 para a IGB para levantar recursos e pagar credores. Mas voltando ao caso “iPhone”; em fevereiro deste ano, o INPI decidiu que o uso do nome “iPhone” no país passaria a ser exclusivo e de direito da Gradiente, que pediu o registro da marca em 2000 e assim obteve a autorização oito anos após a sua solicitação.

A empresa da maçã que possui seu smartphone com o mesmo nome, efetuou o pedido de registro da marca no Brasil somente em 2007, mesmo ano em que lançou o seu primeiro smartphone, ou seja, sete anos após a Gradiente ter pedido os direitos do nome, sendo assim, em um comunicado na sexta-feira passada, 26 de julho, a IGB, dona da Gradiente, informou que seu pedido de liminar na ação em que é autora da suspensão imediata das vendas da Apple, não foi deferido e ainda acrescentou dizendo que: “A empresa segue esperançosa, e nesse meio tempo nós iremos lançar sim um novo modelo de “iPhone” com a marca Gradiente”, declararam.

Gradiente não aceita vender marca iPhone e anuncia aparelho para outubro

Ainda nesta nota, a Gradiente informou que o pedido de registro de companhia aberta da HAG Participações, holding de acionistas da Gradiente, na CVM, continua em aberto, sendo que a autarquia fixou o dia 31 de julho, ou seja, a próxima quarta-feira como novo prazo para que sejam apresentados os documentos e fornecidas às informações solicitadas.

Mais sobre: Gradiente, Apple, iphone
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários