NASA detecta problemas em um dos giroscópios do telescópio Kepler

A Agência Espacial Norte Americana detectou sérios problemas no sistema de direção do telescópio Kepler, mesmo problema já detectado no mês de julho de 2012, somados os dois problemas, a vida útil do Kepler poderá estar chegando ao seu fim.

Por | @oficinadanet Internet

O telescópio Kepler da NASA encontra-se com sérios problemas em seu sistema de direção, sendo que o mesmo corre o risco de ter sua missão encerrada no espaço. Sem confirmar tal informação, a NASA desconversa a respeito da vida útil do telescópio.

Em uma verificação detalhada na última semana, os engenheiros da NASA detectaram um problema em um dos quatros giroscópios do equipamento espacial, onde o mesmo não se movimenta; esse problema já havia sido detectado em outro giroscópio em julho do ano passado, onde desde então somado a esse novo problema, o telescópio Kepler está com apenas dois dos quatro equipamentos funcionando, o que determina que o mesmo possa ter problemas sérios em sua estabilidade e ajustamento de direção.

O responsável da divisão de ciência da NASA, John Grunsfeld, disse a AFP que, “Infelizmente, o Kepler não está no sítio onde possamos enviar uma missão para consertá-lo”. Já para a agência de notícias Reuters, John declarou que, “Não estamos prontos para declarar o fim da missão, mas se tivermos que determinar o seu fim, sabemos que o equipamento fez o seu melhor, de forma espetacular”.

A missão que começou em 2009 quando lançado ao espaço, com um custo de US$ 600 milhões, tinha um prazo de apenas quatro anos, tempo esse que expira exatamente em 2013; o aparelho encontra-se a 64 milhões de quilômetros de distância da Terra, uma distância muito longe para que a NASA envie uma missão de recuperação do equipamento, fator esse que poderá ser determinante para o seu fim.

Mas de acordo com informações, a NASA ainda tentará fazer com que o giroscópio do aparelho volte a funcionar, sendo que se não conseguir, será realmente o fim da missão do Kepler como caçador de planetas e assim passará a trabalhar de outra forma para a Agência Espacial Norte Americana, muito provável que se tornará um observador astronômico.

Mais sobre: kepler nasa giroscópio
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo