LVM (Logical Volume Manager)

O LVM é um gerenciador de discos do Kernel do Linux. Ele permite que discos sejam trocados sem interrupção do serviço (hotswap), alterar o tamanho dos volumes, criar backup de imagens dos volumes, criar um volume único a partir de vários discos

Por | @oficinadanet Softwares
<p>O <strong>LVM</strong> &eacute; um gerenciador de discos do <em>Kernel</em> do <em>Linux</em>. Ele permite que discos sejam trocados sem interrup&ccedil;&atilde;o do servi&ccedil;o (<em>hotswap</em>), alterar o tamanho dos volumes, criar backup de imagens dos volumes, criar um volume &uacute;nico a partir de v&aacute;rios discos (similar ao <em>RAID</em> 0) ou criar volumes espelhados em mais de um disco (similiar ao <em>RAID</em> 1).</p> <p>O <strong>LVM</strong> possibilita ampliar o sistema de arquivos que tradicionalmente &eacute; visto como um conjunto de discos f&iacute;sicos e parti&ccedil;&otilde;es. Seu objetivo &eacute; permitir uma flexibilidade grande para o administrador no gerenciamente dos discos.</p> <p>Imagine que o usu&aacute;rio tenha o seguinte esquema de parti&ccedil;&otilde;es sem o <strong>LVM</strong>:<br /><br /><code>/boot                    /dev/hda1                      10 Megabytes<br />swap                     /dev/hda2                      256 Megabytes<br />/                        /dev/hda3                      2 Gigabytes<br />/home                    /dev/hda4                      6 Gigabytes</code><br />Neste exemplo, se o usu&aacute;rio desejar aumentar a parti&ccedil;&atilde;o raiz, ele teria que reformatar seu disco, ou mesmo mover parte dos dados para outro disco e montar a nova parti&ccedil;&atilde;o como um diret&oacute;rio raiz.</p> <p>Ao passo que, se o usu&aacute;rio utilizar <strong>LVM</strong>, ele poderia simplesmente diminuir o tamanho do <em>/home</em> e aumentar o raiz, ou mesmo adicionar outro disco e aumentar o raiz, sem precisar fazer <em>backup</em> dos dados, formatar a parti&ccedil;&atilde;o e copiar os dados de volta. Observe o mesmo exemplo utilizando volumes:&nbsp;<br /><br /><code>/boot                   /dev/hda1                   10Mb<br />swap                    /dev/vg00/swap              256Mb<br />/                       /dev/vg00/root              2 Gigabytes<br />/home                   /dev/vg00/home              6 Gigabytes</code></p> <p>Em grandes sistemas com muitos discos, &eacute; praticamente invi&aacute;vel gerenciar os discos sem o uso do <strong>LVM</strong>. &Eacute; importante que voc&ecirc; saiba que existem duas vers&otilde;es do <strong>LVM</strong>: 1 e 2. A vers&atilde;o 2 &eacute; suportada pelo Kernel 2.6, e pelo Kernel 2.4 com aplica&ccedil;&atilde;o de alguns patches.</p> <p>A &uacute;nica parti&ccedil;&atilde;o que n&atilde;o pode ser utilizada com o gerenciador de volume &eacute; a <em>/boot</em>.</p> <p><span style="font-weight: bold;">Terminologia do LVM</span></p> <ul> <li><strong>Volume Group</strong>: &Eacute; uma abstra&ccedil;&atilde;o do <strong>LVM</strong> que congrega volumes l&oacute;gicos e volumes f&iacute;sicos em uma mesma unidade administrativa;</li> <li><strong>Volume F&iacute;sico</strong>: &Eacute; um disco ou algum <em>hardware</em> que se comporte como um disco (como um storage que use <em>RAID</em>);</li> <li><strong>Volume L&oacute;gico</strong>: &Eacute; o equivalente a uma parti&ccedil;&atilde;o em um sistema n&atilde;o-<strong>LVM</strong>.&nbsp;</li> </ul>

Mais sobre: linux kernel
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo