Microsoft terá que desembolsar US$ 732 milhões em multa na Europa

Nesta quarta-feira (6), Microsoft foi multada pela Autoridade de defesa da concorrência da União Europeia em 561 milhões de euros, o equivalente a US$ 731 milhões

Por | @RafaelaPozzebon Internet

Nesta quarta-feira (6),  Microsoft foi multada pela Autoridade de defesa da concorrência da União Europeia em 561 milhões de euros, o equivalente a US$ 731 milhões. O motivo da multa deve-se a quebra de compromisso da Microsoft ao oferecer aos consumidores europeus alternativas ao Internet Explorer, o navegador de internet da empresa.

No ano de 2009 a Microsoft garantiu que ofereceria aos consumidores europeus opções de navegadores de seus concorrentes na versão anterior do Windows . No entanto, a Comissão Europeia levou em consideração que a companhia quebrou o compromisso em maior de 2011 e julho de 2012, com o Windows 7 Service Pack 1.

Assim, conforme a União Europeia, os compromissos são levados a sério. "Compromissos assumidos legalmente em decisões antitruste têm um papel muito importante por permitir soluções rápidas para problemas de competição", disse o comissário para defesa da concorrência, Joaquin Almunia, em comunicado.

"Claro, tais decisões demandam cumprimento estrito. Uma falha em cumprir é uma infração muito grave e deve ser punida de acordo", declarou ainda.

De acordo com a comissão, no período apontado, O Service Pack do Windows acabou fazendo com que 15 milhões de usuários fossem afetados, na qual eles não conseguiam enxergar a tela de opções para que pudessem selecionar outro navegador que não fosse da Microsoft.

Mais sobre: internet explorer, multa, união europeia
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários