Nos últimos anos, foram os celulares dobráveis os responsáveis pelos avanços tecnológicos no mercado de dispositivos móveis. Enquanto os modelos "fold" conseguiram capturar a atenção dos consumidores com suas telas expansivas, os celulares "flip" também entraram na corrida pela inovação. No entanto, antes de se empolgar com a ideia de comprar um celular dobrável FLIP, é essencial considerar alguns pontos cruciais que podem impactar a experiência do usuário. Neste artigo, discutiremos cinco motivos para repensar a decisão de comprar um celular que dobra ao meio.

5 motivos para não comprar um celular dobrável FLIP

Assista esse conteúdo em vídeo:

Aquecimento

Um dos principais problemas é o aquecimento. Devido ao espaço compacto que abriga componentes, esses dispositivos tendem a esquentar consideravelmente durante o uso prolongado, comprovamos isso nos testes de performance que executamos. O mecanismo da dobra faz com que seja necessário dividir os componentes do smartphone, parte deles fica na área superior, parte na área inferior. Essa divisão é complexa de pensar em alguma solução para dissipação de calor.

Galaxy Z Flip 4 aberto; Foto: JerryRigEverything
Galaxy Z Flip 4 aberto, dobradiça atrapalha organização interna; Foto: JerryRigEverything

Isso não apenas pode ser desconfortável para as mãos, mas também pode ter um impacto negativo na vida útil dos componentes internos, levando a problemas de desempenho e principalmente à durabilidade da bateria.

Bateria ruim

As baterias são uma parte vital de qualquer dispositivo móvel, a batalha hoje é por qual bateria dura mais, ou qual sistema consome menos. Porém, os celulares dobráveis parecem nadar contra essa maré. A necessidade de alimentar mais telas, a existência de componentes para os mecanismos de dobra, além óbvio de baterias menores, resultam em perdas consideráveis de autonomia.

Se você acompanha o Oficina da Net, conhece o nosso teste de baterias, já se passaram mais de 60 smartphones pela análise detalhada, destes o melhor Flip da Samsung é o Flip5, que ocupa a 53º, fazendo no máximo 7h25min de tela, tendo consumido 100% da bateria no teste. O Flip 3 foi ainda pior, e ocupa a última colocação do teste, tendo durado apenas 5h55min de tela. O Fold 4 fez 7h20min de tela e o Fold 3 7h31min.

#CelularesCapac.Cons. (%)StandByCargaTela Ligada
40°Motorola Razr 40 Ultra3.8009315:00h00:55h+7h45min
61°Samsung Galaxy Z Fold3 5G4.400100007h31min
63°Samsung Galaxy Z Flip3 5G3.300100005h55min
71°Samsung Galaxy Z Fold 44.400100001:20h7h20min
72°Samsung Galaxy Z Flip53.700100001:25h7h25min

O melhor modelo Flip de celulares foi o Razr 40 Ultra da Motorola que completou o teste com mais de 7h45min de tela e consumiu 93% durante o teste.

Preço alto

Um dos maiores obstáculos para a adoção em massa de celulares dobráveis é o preço. Devido à tecnologia e engenharia usada para construir esses dispositivos, eles geralmente são mais caros do que os smartphones tradicionais. Esse é sem dúvidas um dos pontos fundamentais, você encontra dispositivos melhores que custam menos.

Qual você compraria?
Qual você compraria?

Eu perguntei nas redes sociais, se hoje alguém tivesse 7000 - 7500 reais para comprar um smartphone, se compraria um Flip 5, um Razr 40 Ultra ou um iPhone 14 Pro. O celular da Apple ficou com 62% dos votos, o que comprova a teoria das pessoas não serem tão adeptas assim aos smartphones dobráveis.

Você usa mais a tela grande do que a pequena

A premissa por trás dos celulares dobráveis FLIP é oferecer a versatilidade de um dispositivo compacto. No entanto, muitos usuários relataram que, na prática, eles acabam usando mais a tela grande desdobrada do que a tela menor. Isso muitas vezes resulta em uma experiência semelhante à de um smartphone convencional, tornando a função de dobrar redundante para algumas pessoas.

Enquanto estamos testando os smartphones flip por aqui, eles geralmente ficam abertos para executar tarefas, ao utilizá-los no dia a dia, a conveniência da tela externa é justamente para visualizar notificações e responder caso for algo urgente, que ao meu ver, o smartwatch faz com maestria.

Riscos na tela interna

Enquanto a dobradiça central dos celulares FLIP pode oferecer uma certa proteção contra detritos, a tela interna está sempre acumulando poeira entre as duas partes da tela dobrada. Você leva o celular no bolso à praia, a areia constantemente parte para dentro dessa fissura da tela, o risco de arranhões é grande. Diversos relatos no Reddit confirmam essa experiência.

Celulares flip arranhados; Foto: Usuários Reddit
Celulares flip arranhados; Foto: Usuários Reddit

As fabricantes têm se preocupado com essa situação e estão criando dobras que não deixam espaços no meio, mas é inevitável que detritos possam se acumular e com o movimentos do bolso, arranhem a tela principal.

Em conclusão, embora os celulares dobráveis FLIP apresentem uma proposta legal de otimização de espaço, é importante pesar cuidadosamente os prós e contras antes de fazer a compra. Desde problemas de superaquecimento e riscos na tela até a predominância do uso da tela grande, há várias considerações que podem influenciar a decisão. Como em qualquer compra de tecnologia, a escolha deve ser baseada nas necessidades, e te garanto, aquele hype de ter um dobravel pela nostalgia ou algo do tipo, passa rapidinho.