Oficina da Net Logo

Fim do Windows Phone: Microsoft confirma que não há mais aparelhos

Alguns modelos, incluindo o HP Elite x3 (com dock) e o Alcatel Idol 4S, ainda podem ser encontrados.

Por | @oficinadanet Microsoft Pular para comentários

O sistema operacional móvel da Microsoft não fez o sucesso que era esperado, igualmente aos seus demais, que dominam o mercado de computadores e notebooks. Sendo que o seu fim já era esperado. Agora, a Microsoft confirmou que não há mais aparelhos Windows Phone para venda. No ano passado a empresa encerrou o desenvolvimento do Windows 10 Mobile, e a empresa mantém ainda apenas algumas atualizações de segurança até que ele seja de vez descontinuado.

Conforme a Venture Beat, o número de Windows Phone disponíveis para compra tem diminuído consideravelmente nos últimos dias na Microsoft Store. A grande aposta era de que os aparelhos com Windows Phone já tivessem desaparecido há pelos seis meses. Na quinta-feira (19), na Microsoft Store, veio a informação de que o produto está fora de estoque.

Fim do Windows Phone: Microsoft confirma que não há mais aparelhos.Fim do Windows Phone: Microsoft confirma que não há mais aparelhos.

Leia também: Leia em destaque: .

Alguns modelos, incluindo o  HP Elite x3 (com dock) e o Alcatel Idol 4S, ainda podem ser encontrados, e são normalmente vendidos por US$ 799 (o equivalente a R$ 2.700 sem acréscimo de impostos) e US$ 299 (um pouco mais R$ 1.000), respectivamente. O modelo Alcatel Idol 4S que chega juntamente com o óculos de realidade virtual, também já está fora de estoque.

Vale mencionar que, notícias envolvendo a descontinuação do Windows Phone já vem circulando há algum tempo na mídia, desde a reestruturação da empresa feita por Satya Nadella, no quesito telefonia móvel.

Em relação aos produtos Windows 10 Mobile, eles ainda poderão ser encontrado, já que eles possuem pouca saída. Tais produtos fora rejeitados pelo público, mesmo assim, a empresa optou por mantê-los à venda.

No Brasil, por exemplo, o Windows Phone foi bem recebido, sendo que garantiu uma boa fatia do mercado de smartphone, porém, pode decisões internas, ele foi descontinuado. A tendência é que, agora, com apenas algumas atualizações básicas, os usuários que ainda restam acabem migrando para outras plataformas.

Comentários
Carregar comentários