Estudo da IDC Brasil mostra crescimento no mercado de computadores

No segundo trimestre de 2019 foram vendidos 431 mil desktops e 1,017 milhão de notebooks, crescimento de 0,3% em relação ao mesmo período de 2018.

Por Mercado Tech Pular para comentários
Estudo da IDC Brasil mostra crescimento no mercado de computadores

O mercado brasileiro de computadores cresceu 0,3% no segundo trimestre de 2019, de acordo com o IDC Brazil PCs Tracker Q2/2019, estudo da IDC Brasil, que atua em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

No período, foram vendidas 1,448 milhão de máquinas, o que gerou uma receita de R$ 4,1 bilhões, crescimento de 12% em relação ao segundo trimestre de 2018.

"O PIB teve alta de 0,4% no segundo trimestre na comparação com o primeiro trimestre, e de 1% em relação ao mesmo período de 2018. Apesar da alta maior do que era esperado, a recuperação econômica segue lenta, a cautela continua ditando o ritmo das compras nas empresas e dos consumidores domésticos, e os índices de crescimento nas vendas de computadores equilibrados com a economia", diz Wellington La Falce, analista de mercado da IDC Brasil.

O mercado corporativo, por exemplo, teve alta de 2% no segundo trimestre de 2019, com vendas de 536 mil máquinas, sendo 290 mil desktops e 246 mil notebooks.

O mercado corporativo, por exemplo, teve alta de 2% no segundo trimestre de 2019, com vendas de 536 mil máquinas, sendo 290 mil desktops e 246 mil notebooks.

Segundo La Falce, o setor bancário e o de manufatura contribuíram bastante para esse movimento.

No varejo, o crescimento em relação ao segundo trimestre do ano passado foi menor - apenas 0,5% -, mas bastante positivo em relação aos três primeiros meses de 2019, que tinha sofrido queda de 8%.

Entre abril, maio e junho deste ano foram vendidos 912 mil computadores, sendo 141 mil desktops, aumento de 12% em relação ao segundo trimestre de 2018, e 771 mil notebooks, queda de 1%.

"O mercado gamer já vinha se mostrando importante desde o ano passado e ficou ainda maior este ano, ajudando o segmento de computadores de mesa a crescer", explica o analista da IDC.

Em termos de preços, os desktops ficaram 14% mais caros e os notebooks 8%, levando os preços médios para, respectivamente, R$ 2.150 e R$ 2.670.

"O dólar aumentou bastante e travou o consumo, que já vinha sendo prejudicado pelos preços altos desde o segundo semestre do ano passado", diz La Falce.

Para o segundo semestre de 2019, a projeção da IDC Brasil para o mercado de desktops é de crescimento de 6% e vendas de 350 mil máquinas a mais do que em 2018.

Já os notebooks, devem sofrer uma pequena retração no semestre, com a venda de 15 mil máquinas a menos.

Compartilhe com seus amigos:
Bernardo Silva
Bernardo Silva Louco por tecnologia, amo velocidade e sou apaixonado por comida.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @androidplaceblog // TWITTER: @bgssilva
Quer conversar com o(a) Bernardo, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias