Linux Mint em vez do Ubuntu

Neste artigo de comparação, não vou travar uma batalha, mas sim mostrar os pontos fortes do Linux Mint contra o Ubuntu para os usuários do Linux.

Linux Mint em vez do Ubuntu

Tanto o Ubuntu quanto o Mint são duas distribuições Linux muito populares, e duas das preferidas pelos usuários da comunidade Linux. Por isso mesmo, muitos ficam em dúvidas entre usar um ou outro. O Ubuntu é um derivado do Debian, enquanto o Linux Mint é desenvolvido com base no Ubuntu LTS. Embora ambas as distros sejam excelentes escolhas para um novato, e ofereçam suporte a uma ampla gama de dispositivos modernos, ainda existem algumas diferenças pelas quais alguns usuários pode optar por um em vez do outro. E na maioria dos casos, a opção é o Linux Mint. Aqui vamos dar razões para justificar está escolha.

5 coisas que tornam o Linux Mint melhor que o Ubuntu

Confira as razões, e depois nos diga nos comentários se você concorda ou não.

1. Cinnamon vs. GNOME

5 razões pelas quais o Linux Mint é melhor que o Ubuntu

O GNOME é o ambiente instalado com o Ubuntu, e embora muita gente goste, muitos outros não se sentem confortáveis ao usar. Já o Cinnamon é mais tradicional, começando pela interface, similar a do Windows e a qual muitos usuários se acostumaram nos últimos 20 anos. Além disso, o Cinnamon é mais personalizável que o GNOME, e oferece a capacidade de ter vários painéis, uma seleção de applets e desklets.

Você não precisa usar o GNOME no Ubuntu. Outros ambientes de interface, como o Xubuntu ou o Lubuntu, estão disponíveis. O mesmo acontece com o Linux Mint. A diferença entre o Linux Mint e o Ubuntu é que você pode instalar a versão XFCE, MATE ou Cinnamon com Linux Mint. Embora os controles possam ser diferentes, a aparência geral permanece consistente.

NOTA: A instalação da interface Xubuntu ou Lubuntu fornece uma aparência e uma sensação diferentes, pois elas visam diferentes públicos.

2. O Linux Mint é mais familiar para usuários do Windows

Como falamos anteriormente, o Linux Mint tem uma interface bastante similar a do Windows. Sendo assim, ele é familiar para a maioria de nós, que muito já usamos o sistema operacional da Microsoft. Isso acontece independente da versão do Linux Mint você instalar.

5 razões pelas quais o Linux Mint é melhor que o Ubuntu
5 razões pelas quais o Linux Mint é melhor que o Ubuntu

Em todas as versões, há um único painel na parte inferior com um menu, ícones de inicialização rápida e ícones da bandeja do sistema. Sem nenhuma alteração na configuração, os menus para os aplicativos aparecem na parte superior. O Ubuntu tem isso como uma configuração que você ativa e desativa.

O Linux Mint e o Ubuntu têm aplicativos semelhantes, por isso é difícil determinar o mérito de um conjunto de aplicativos em detrimento de outro. O Ubuntu usa o Rhythmbox como media player, enquanto o Linux Mint possui o Banshee. Ambos são bons.

O Linux Mint vem com o media player VLC instalado, enquanto o Ubuntu vem com o Totem. Ambos são bons, e discutir os méritos de um sobre o outro não deve ser usado para tomar sua decisão sobre o uso do Mint ou Ubuntu. Os aplicativos podem ser instalados usando os gerenciadores de pacotes gráficos que acompanham cada distribuição.

NOTA: O Linux Mint fornece uma experiência de interface com a qual os usuários do Windows estão acostumados e aplicativos que atraem o usuário médio do Windows.

3. A capacidade de usar codecs não-livres

O Linux Mint vem com todos os codecs não-livres necessários para assistir a vídeos em Flash, e ouvir áudio MP3 pré-instalado.

Quando você instala o Ubuntu, há uma opção durante a instalação que pergunta se você deseja instalar o Fluendo e outras ferramentas de terceiros.

Ao selecionar esta opção, você poderá reproduzir áudio MP3 e vídeos em flash. Se você não marcar essa opção, precisará instalar o pacote Ubuntu-Restricted-Extras para obter a mesma funcionalidade.

Este é uma vantagem menor, mas torna o Linux Mint um pouco mais utilizável desde o início do que o Ubuntu.

4. Privacidade e Publicidade

Aqui está um trecho que destaca a Política de Privacidade do Ubuntu:

A Canonical coleta informações pessoais de você de várias maneiras diferentes. Por exemplo, quando você baixa um de nossos produtos, recebe nossos serviços ou usa um de nossos sites (incluindo o www.canonical.com e o www.ubuntu.com).

Então, que tipo de informação pessoal é coletada?

Quando você insere um termo de pesquisa no nosso sistema, o Ubuntu pesquisará seu computador, e gravará os termos de pesquisa localmente. A menos que você tenha desativado, também enviaremos suas combinações de teclas como um termo de pesquisa para o productsearch.ubuntu.com e terceiros selecionados.

Há uma switch no Ubuntu que permite evitar que essas informações sejam coletadas, mas no Linux Mint você não precisa se preocupar com isso, porque não existe.

Isso significa que você não deve confiar no Ubuntu? Claro que não. Se você ler a política de privacidade completa, poderá ver que tipo de informação é coletada e como ela é usada.

O Ubuntu também tem muita publicidade embutida, o que significa que quando você procura algo, você receberá links para itens da loja da Amazon.

De certa forma, isso é uma coisa boa, pois integra a sua experiência de compra diretamente em seu sistema, mas para algumas pessoas, poderá ser uma extremamente irritante e invasiva. Algumas pessoas simplesmente não gostam de ser bombardeadas com propagandas.

5. Edição Debian do LinuxMint e Rolling Release

Uma coisa que tira as pessoas do Linux Mint é o fato de que a atualização nem sempre é um processo simples, e que você terá que reinstalar todo o sistema operacional em vez de atualizar.

Isso é verdade apenas para os principais lançamentos. Se você está atualizando do Linux Mint 18 para o 19, você terá que reinstalar o sistema, mas se você quer atualizar da 19 para 19.1, a atualização será relativamente fácil.

Se a idéia de atualizar e reinstalar o sistema não te agrada, tente usar o Linux Mint Debian Edition (LMDE). O LMDE é uma distribuição de lançamento rotativo e, portanto, permanece constantemente atualizada, sem a necessidade de reinstalá-la.

Desempenho e outras considerações do Linux Mint contra o Ubuntu

O Linux Mint definitivamente tem uma grande vantagem quando se trata de velocidade e desempenho. Em uma máquina mais nova, a diferença pode ser quase imperceptível, mas em um hardware mais antigo, ela definitivamente será muito sentida.

Esse desempenho também é muito sentido quando se roda games no PC. Há uma considerável perda de FPS, quando comparado aos jogos rodando no Ubuntu. Isso ocorre porque o Mint consegue manter o Cinnamon com um baixo consumo de processamento e RAM quando roda um software em tela cheia (como ocorre com os jogos).

O Ubuntu parece rodar mais lentamente quanto mais velha a máquina fica. Se você for usar o Ubuntu em um hardware mais antigo, prefira o Lubuntu ou Xubuntu.

Outra vantagem do Linux Mint sobre o Ubuntu é que instalar o AMDGPU-Pro no Mint pode ser difícil e complexo. Isso porque é necessário alterar o script de instalação, e ele não funciona bem num rolling release com versão kernel mudando com frequência, pois não foi desenvolvido para trabalhar com os upgrades constantes de kernel.

Samsung Galaxy M53 5G: dá uma olhada nesse celular!

Comentários
Minha foto
Insira um comentário