Oficina da Net Logo

Site diz que americanos atrasam parcela de carro para pagar iPhone

A Bloomberg menciona que o smartphone é essencial atualmente na vida das pessoas por vários motivos como manter contato profissional, com amigos, parentes, além de pode encontrar um namorado (a).

Por | @oficinadanet iPhone Pular para comentários

Os smartphones já fazem parte da nossa vida. Obviamente, ainda há uma boa parcela da população que ainda não tem acesso a um aparelho, principalmente em locais mais pobres. De qualquer forma, conforme os analistas do App Annie, até 2022, a base de smartphones ativos no planeta deverá ultrapassar os 6 bilhões de unidades, assim sendo, quase um por pessoa.

Conforme uma reportagem da Bloomberg, nos Estados Unidos, muitas pessoas já estão priorizando o smartphone ao carro. Segundo o levantamento, alguns cidadãos americanos estão deixando de pagar a parcela de seus carros para fica em dia com o celular, o que inclui em alguns casos, a parcela do aparelho.

A Bloomberg menciona que o smartphone é essencial atualmente na vida das pessoas por vários motivos como manter contato profissional, com amigos, parentes, além de pode encontrar um namorado (a). Para completar, o aparelho é usado também para ouvir músicas, assistir a filmes, entre outras funções. Deste modo, o carro passou a ter uma menor importância, já que existem outras formas de locomoção.

Site diz que americanos atrasam parcela de carro para pagar iPhone.Site diz que americanos atrasam parcela de carro para pagar iPhone. Leia em destaque: Dicas para tirar fotos incríveis no modo retrato do seu iPhone.

Leia também:

"A prioridade em pagar o telefone celular está acima do que a de empréstimos pessoas e automotivos e similar ou ligeiramente mais baixa que a da hipoteca", disse em entrevista o CEO da PeerIQ, Ram Ahluwalia. "Agora com Lyft e Uber, você tem acesso a transporte pelo celular. O carro não é mais um ativo central. A mudança tecnológica está mudando o comportamento do consumidor", diz a reportagem.

Sobre o assunto, Ryan Felton, do site Jalopnik, possui uma teoria diferente da posição anterior.

“Acho que o ponto é válido, mas não porque o carro "não é mais" um ativo central. Milhões de pessoas precisam se locomover para o trabalho e tarefas todos os dias. Em vez de enxergar um sinal de valores recordes para valores de empréstimos e inadimplência maior que 90 dias, a Bloomberg prefere ver como um sinal de oportunidade para investidores considerarem comprar títulos de seguros para contas telefônicas.”

Como vimos, pontos de vista distintos. E você, considera o smartphone prioridade perante um carro?

Hey, acompanhe todas as notícias do Oficina da Net no Telegram. Inscreva-se grátis.

MAIS SOBRE: #EstadosUnidos  #iPhone  #Smartphones  #comprar
Comentários
Carregar comentários