Executivo do Google diz que homens e máquinas irão se unir nos próximos anos

Ray Kurzweil diz que estamos vivendo a época mais pacífica e próspera de toda a história da humanidade.

Por | @oficinadanet Google

Como bem sabemos, a tecnologia está cada vez mais presente no cotidiano das pessoas. Nomes como Elon Musk e Stephen Hawking acreditam, inclusive, que o uso indiscriminado dos meios tecnológicos poderá levar a 3° Guerra Mundial. Contrário aos pensamentos dos dois, um dos chefes de IA do Google acredita que os avanços da inteligência artificial são essenciais para a evolução da nossa espécie que iremos nos unir às máquinas muito em breve.

Executivo do Google diz que homens e máquinas irão se unir nos próximos anos.Executivo do Google diz que homens e máquinas irão se unir nos próximos anos.

Leia também:

Ray Kurzweil, excluindo os Estados Unidos do pensamento, diz que estamos vivendo a época mais pacífica e próspera de toda a história da humanidade. Conforme Kurzweil, fome e pobreza estão nos níveis mais baixos já registrados em escala mundial, e ainda cada vez mais pessoas estão tendo acesso a celulares e à internet.

Ele acredita que é muito mais provável que a tecnologia colabore nesse sentido do que se torne em algo sem controle, e que acabe de modo forçado com os humanos. Mas isso acontecer, para onde iremos? O executivo é enfático em dizer que neste acaso devemos nos unir à tecnologia e fazer com que ela se torne parte de nossos corpos.

O guru do Google acredita que, muito em breve, nosso cérebro vai estar conectado diretamente à cloud. Conforme ele, que não costuma errar em suas previsões, até 2029 essa realidade deverá estar presente em nossas vidas.

Kurzweil acredita que, da mesma forma que mudamos de um celular comum para um smartphone, as alterações trazidas pela tecnologia não serão tão impactantes e que não sentiremos tanto as mudanças. Porém, ele acredita que no futuro ficaremos mais dependentes das máquinas e ligados a elas, o que é natural na evolução da humanidade.

Mais sobre: google inteligenciaartificial tecnologia
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo