Em 2022, após quase três meses desde o lançamento oficial de BattleField 2042 eu decidi trazer a minha experiência de gameplay do jogo. Sim, aguardei tanto tempo, pois foram diversas melhorias desde o primeiro contato, estava esperando as coisas melhorarem para poder trazer algo que fosse mais condizente com o que a EA deseja para o jogo.

Acho que muitas pessoas hoje já sabem o que é o BattleField 2042, suas classes e como foi desenvolvido esse novo jogo da série. Confesso que sou amante da série desde Battlefield 1942. A temática, jogabilidade e principalmente os gráficos sempre foram acima da média de outros jogos e Battlefield sempre pode se gavar desses quesitos.

Minha análise então vai se deparar em trazer ainda os problemas crônicos da série, e os novos problemas que Battlefield 2042 trouxeram.

As classes pelos especialistas

Sempre que se troca de estilo, há uma desconfiança e tempo de adaptação. Ao implementar os especialistas nos jogos, os antigos players de Battlefield se sentiram estranhos com os jogos, afinal era simples, médico, engenheiro, suporte e sniper. Você sabia o que cada um deles fazia e podia comportar. Agora não, agora todos podem pegar todas as armas e cada um dos especialistas que ainda estão divididos em classes tem seus gadgets e participam de forma conjunta no game para tentar montar a tão sonhada squad que trabalharia em conjunto, o sonho dos desenvolvedores de Battlefield.

Minha dica para quem for iniciar em BF2042 é pegar o Boris, ele tem uma sentinela que ajuda nos rushs e defesas de pontos.

Os especialistas
Os especialistas

Os modos de jogo

Os novos modos de jogo até que foi uma escolha divertida, Gun Master para mim é uma sensação incrível, você realmente precisa se concentrar para ganhar a partida.

Três tipos de jogos, dentro de Battlefield
Três tipos de jogos, dentro de Battlefield

O Warfare é o modo tradicional, batalhas por conquistas de territórios, Hazard Zone é uma espécie de rush com battle royale, e Portal é o modo de jogo onde você é levado de volta a Battlefield Vietnam, BF3 e BF4, lá você joga mapas dos games antigos com as armas e veículos de lá, nostalgia pura.

O novo modo conquista agora com 64 players para cada lado é incrível, tiro, bomba e ação o tempo inteiro, não tem onde ficar parado, isso me animou. Porém, senti falta do quadro completo do ranking de quem mais matou e pontou. Agora por ter 128 players, talvez o quadro ficasse grande demais e a Dice decidiu organizar esse quadro com esquadrões, não me agradou muito. A falta de placar não te incentiva muito a ir atrás de kills, principal aspecto dos games passados. Conquistar os pontos é legal, principalmente se você joga em equipe, mas nenhum dos amigos players que tenho está jogando Battlefiled 2042.

Mapas gigantescos - e os frames?

Adorei a ideia dos mapas grandes, a jogabilidade em 128 players como já disse é fantástica, no que se refere a não ficar parado, porém carregar o mapa e iniciar a partida tem sido um parto para o meu computador.

Um dos mapas
Um dos mapas

Vide, meu pc é um Ryzen 3600X, com VGA RX 5700, 16GB de RAM e jogo instalado em SSD. Os travamentos levam cerca de 1 minuto para diminuírem, tive que colocar os gráficos no mínimo para ter uma considerável quantidade de 75 a 90 frames para jogar. O número em si não é ruim, mas eu esperava algo mais otimizado, muito mais otimizado. Meu PC nem de longe é ruim, então, deveria rodar de boa o jogo.

Veículos overpower

Ainda há o que melhorar no balanceamento de veículos, alguns são muito rápidos com armas potentes demais, é o caso dos helicópteros, o Littlebird, tão famoso no BF3 e BF4 está muito forte aqui, há uma necessidade de diminuir o dano causado por ele. Os tanques são alvo fáceis de squads, então, eles precisam ter essa força que hoje tem.

Netcode

Na minha lembrança o Netcode começou a pesar pelo Battlefield 3, mas foi no 4 que tudo desmoronou. As mortes atrás de parede eram frequentes, houve momento em que foi tentado solucionar o problema, e de certa forma, foi melhorado, não solucionado.

O problema de Netcode acontece quando algum outro player tem o ping mais baixo que o seu, falando a grosso modo, então para registrar o tiro, o acerto e consequentemente o dano que ele lhe causou, leva menos tempo para chegar essa informação até o servidor. Digamos que ambos tenham atirado ao mesmo tempo, quem tiver o mínimo de ping mais baixo será beneficiado por registrar primeiro o dano.

Esse é um problema crônico de Battlefield. Outros jogos tem a mesma característica, mas são bem mais atenuados.

Conclusão

Prós
  • Grandes mapas
  • 128 players
  • Gráficos ótimos
Contras
  • Má otimização de gráficos
  • Netcode matando atrás da parede
Battlefield 2042
7.0

Os players de Battlefield querem apenas pegar um server perto para evitar tanto netcode, jogar com seu veículo ou então pegar a arma favorita e sair "striguinando" squads por aí. Ele quer aproveitar o game que comprou se divertindo, não quer saber de especialistas e outras firulas. A Dice ainda não entendeu que quanto mais coisas eles inventam, mais afastam os amantes do game que queriam jogar um Noshair Canals, uma Locker ou Metrô com 3000 tickets.

Battlefield 2042 prometia ser aquilo que os fãs esperavam, um jogo novo, com batalhas épicas e armas atuais/futuristas, veículos, explosões, mapa se modificando, o jogo até entrega tudo isso, mas não é tão diferente de Battlefield 4, que hoje roda em qualquer computador.

Eu esperava mais animação para jogar, esperava mais vibração da comunidade, o lançamento cheio de problemas e bugs meio que apagou o brilho, a chama de BF vem a cada ano se apagando. A cada novo update, eu vou lá atualizar e testar, quando vê algo desperta e aquela vontade de dar tiros sem mais nada a pensar volte, quem sabe.

Ainda eu não indico a compra de Battlefield 2042, esperava ser mais animadora a minha passagem pelo game. PS: eu tenho todos os BF.