Oficina da Net Logo

Criador de PUBG diz que não pretende fazer PUBG 2

Greene ainda passou a discutir sobre a decisão de continuar trabalhando diretamente em PUBG e como uma boa parte de tal decisão foi a força da equipe que trabalhava no título.

Por | @oficinadanet Games Pular para comentários

O criador de PUBG, Brendan Greene, comentou recentemente sobre a decisão de parar de trabalhar diretamente em PUBG e como ele não consegue se ver fazendo um PUBG 2. De acordo com ele, está “cheio de battle royale” e é “tempo de tentar algo mais”.

Durante a GDC, em uma entrevista ao GamesIndustry.biz, Greene iniciou falando de como os dois últimos anos tem sido “um passeio insano”, com alguns destaques, incluindo sucesso de PUBG.

Sobre o gênero battle royale, Greene destaca que “tem sido maravilhoso, e há mais por vir”. "É um bom gênero que tem espaço para crescer -- partidas de 'último homem de pé', há tantas maneiras diferentes de abordar isso. Ainda estou no aguardo de um battle royale de For Honor, algo com facas grandes, bem grandes".

Criador de PUBG diz que não pretende fazer PUBG 2.Criador de PUBG diz que não pretende fazer PUBG 2.

Greene ainda passou a discutir sobre a decisão de continuar trabalhando diretamente em PUBG e como uma boa parte de tal decisão foi a força da equipe que trabalhava no título.  "Eles têm as rédeas do battle royale, eles sabem o que PUBG e nosso battle royale é, eles entendem o que nós queremos do game e o que nós queremos fazer ao movê-lo adianta, então eu vi isso como uma boa oportunidade para anunciar Special Projects".

A próxima aventura de Greene será PUBG Special Projects, projeto que ainda está na fase inicial. Greene, com o novo jogo, pretende "explorar experiências online e como conectar pessoas em maneiras que nós nunca vimos antes".

A parte mais interessante da conversa é o fato de Greene revelar que não pretende “não há intenção de fazer PUBG 2”. "O conceito de 'último homem a ficar de pé' é ótimo, mas já fiz isso", declarou. "Eu realmente não pretendo fazer PUBG 2. Já fiz battle royale, é tempo de tentar algo mais. Há ideias sobre como nos conectamos às pessoas e como providenciamos as diferentes experiências que eu tenho".

Greene diz que se sente “tão sortudo em trabalhar com PUBG Corp”. "Não estamos fazendo isso por lucro", justifica Greene. "Eventualmente, algum dia, nós podemos fazer, mas agora se trata de ter tempo para explorar. Não há prazo aqui, somos nós com alguns anos para experimentar. O jogo e a indústria se tornaram tão difíceis, isso é uma coisa muito sortuda. podemos genuinamente explorar e ser curiosos por algum tempo".

Assista ao nosso último vídeo: