Serviços de Streaming de Música, Qual a melhor escolha hoje? Spotify, Deezer, Google Play Music, Tidal ou Apple Music

No auge de meus 43 anos, fico feliz em escrever este artigo. Passei por várias fases na evolução do consumo de música. Nossa, acabei de perceber que daqui a pouco terei meio século. Eis me aqui, escrevendo sobre o que gosto e consumo, tecnologia.

Por Comportamento 2 comentários

Ao longo de minha vida passei pelos Discos de Vinil (década de 50), Fitas Cassete (1963), inventados bem antes do meu nascimento e em seguida o CD (1982), aí já havia nascido! ;-)

Existiram ainda outros tipos de mídias e dispositivos para gravação e reprodução de som. Mas vamos manter somente esses três que são os mais populares.

O tempo foi passando e as tecnologias foram permitindo que com um equipamento de gravação de Fitas K7, pudéssemos copiar as músicas que eram reproduzidas em Discos de Vinil e ainda, gravar às músicas que eram reproduzidas nas rádios, permitindo que nós mantivéssemos cópias de nossas músicas preferidas, montando o que hoje conhecemos como playlists.

Logo depois, com a chegada dos CDs (Compact Discs), vieram os dispositivos que permitiam fazer exatamente o que faziamos com as fitas K7, só que com maior durabilidade, tempo de reprodução e ainda além do áudio, gravar também vídeos.

Desde o K7, tivemos a inclusão de uma nova palavra em nosso vocabulário. A "pirataria" conhecida até hoje. Na época, o ato de copiar músicas de LPs (Discos de Vinil) para Fitas K7 e CDs era pirataria, pois com apenas um LP podíamos criar centenas de milhares de cópias de Fitas K7 e também CDs.

Houve uma época que a febre era a comercialização de equipamentos que continham vários gravadores K7 e também mais modernos, gravadores de CD, em formato de Torre, onde, de uma única vez, se faziam dez cópias.

Vale abrir um parêntese aqui sobre o tipo de cópia que se fazia antes, nos equipamentos antigos se copiava por tempo. Existia limitação física.

Os anos passaram e apareceram os arquivos digitais de música, esses arquivos passaram a serem reproduzidos nos computadores e equipamentos mais modernos que conseguiam ler esse tipo de arquivo, permitindo que em um único CD, pudéssemos armazenar até centenas de LPs. Além dos equipamentos digitais que já usavam memórias internas e atuais cartões SD, microSD para armazenar músicas para reprodução em pequenos dispositivos (MP1, MP2, MP3, MP4,... MP12, ipods e muito mais).

Pois bem, os serviços abaixo descritos, quando chegaram, acabaram com a necessidade de copiar músicas, trocar arquivos entre amigos, afinal, a música não necessita mais de um meio físico para ser armazenada, somente necessita de um meio, PC, smartphone, caixa de som, etc, para ser reproduzida.

Veja então os preços e planos disponíveis para os serviços de streaming de música (e vídeo) disponíveis hoje para que você possa ter na palma da mão, centenas de milhares de músicas para ouvir em um toque!

Tabela Comparativa de Preços de Serviços de StreamingTabela Comparativa de Preços de Serviços de Streaming

Dos planos pesquisados, somente dois possuem opção de uso gratuito com propaganda, o Spotify e o Deezer. Outros planos disponibilizam meses de gratuidade após a compra de um dos planos disponíveis.

Deezer

Deezer Deezer Eu tenho o Deezer como plano principal pois sou usuário do Tim Beta e um dos benefícios é possuir conta Premium do serviço sem desconto na franquia de dados. Pena que a bateria do smartphone não está incluído no "ilimitado" porque usando durante o dia a bateria do celular vai embora rápido. Mas isso é tema para outro texto.

  • Plano Hi-Fi é individual e tem há indicação de "perfeito para sua casa" indicando equipamentos de som parceiros e que indica mais de uma dezena de marcas compatíveis, além do Google Chromecast.

Spotify

SpotifySpotifyTenho também no meu smartphone, o Spotify com conta Free.

Uso os dois por terem conteúdos diferentes. É engraçado perceber que diante de centenas de milhares de músicas disponíveis, alguns serviços ainda detém exclusividade de alguns artistas.

  • Carregando o status de open-source possui compatibilidade com vários equipamentos de som, carro, smartphone, videogames, smartwatches entre outros além de permitir integração com aplicativos diversos.

Apple Music

Apple MusicApple MusicO Apple Music se equipara em preço e tem restrição de uso no PC por exemplo, temos que instalar um aplicativo, no caso o itunes para uso.

Isso me faz não enxergar o serviço com bons olhos, mas se você já tem o eco-sistema da apple como principal, macbook, iphone, etc  essa seria a opção mais interessante, evitando "aprender" a usar outro serviço.

Mas conheço muitos usuários Apple que não largam o Spotify.

  • Para uso no PC necessita do iTunes, porém existe aplicativo para android.

Google Play Music e Youtube Music

Google Play MusicGoogle Play MusicO Google Play Music e o Youtube Music são o mesmo serviço, basicamente ao assinar a conta premium do Google Play Music você tem direito ao Youtube Music, então não faz sentido separar os dois.

Existe ainda uma peculiaridade neste serviço.

Enquanto nas contas premium dos serviços concorrentes você tem a opção de salvar as músicas para ouvi-las sem conexão à internet. Aqui você tem a opção de enviar as suas músicas para a nuvem do Google e mantê-las lá para ouvir a qualquer momento. Como se fosse um BKP de arquivos de música.

Antigamente isso se chamava pirataria, afinal se você tem músicas no seu PC ou Smartphone, para que você vai enviar pra nuvem? Meio sem sentido isso.

  • O Plano Premium do Google Play Music contempla o Youtube Music então dá pra considerar um único serviço, inclusive fica claro, quando comparamos seus preços.

Tidal

TidalTidalFechando com o Tidal, temos um serviço semelhante aos demais, mas com um diferencial, ele é o único serviço que tem planos Hi-Fi em todos os segmentos de preço padrão.

Só que esse luxo para os ouvidos custa o dobro dos planos de streaming padrão. Então, prepare o bolso.

  • Não sou nenhum purista sonoro para exigir tanto de um serviço de streaming, principalmente no brasil em que a qualidade de nossos serviços de internet não são lá essas coisas. Vale lembrar que o tamanho de cada arquivo hi-fi pode chegar a ser 4 vezes maior que o padrão. Mas se você tem um plano de internet via fibra e uma grana sobrando no bolso, vale a experiência.

Compartilhe com seus amigos:
Bernardo Silva
Bernardo Silva Louco por tecnologia, amo velocidade e sou apaixonado por comida.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @androidplaceblog // TWITTER: @bgssilva
Quer conversar com o(a) Bernardo, comente:
Minha foto
  • Minha foto
    Rodrigo Danvers Romanoff Stark Maximoff    •    4 meses

    Existe Apple Music para Android.

  • Minha foto
       •    4 meses

    Cara tem umas informações meio erradas ai e desatualizadas em quase todos eles, Tidal por exemplo apresenta 60 milhões de músicas no site deles, Spotify e Deezer deixar vc fazer upload das músicas, inclusive o Deezer foi um dos primeiros a permitir isso. Dá uma revisada ai.

  • Minha foto
    Caique Deodato    •    4 meses

    Não sei quanto aos outros serviços, mas o Deezer também permite salvar suas músicas em nuvem, só que somente na versão de PC (Web/Desktop), mas você pode acessá-las do smartphone. Poderiam acrescentar isso na matéria, que por sinal esta muito boa

Quantos celulares a Motorola tem em linha?
5(15,06%)
10(57,97%)
15(11,54%)
20(7,49%)
26(7,94%)