NASA anunciará misteriosa descoberta sobre a Lua na segunda-feira

A próxima coletiva de imprensa da NASA em 26 de outubro de 2020 promete "uma nova descoberta emocionante sobre a lua", com referências ao ambicioso programa Artemis da agência, um plano para enviar a primeira mulher e o próximo homem à superfície lun

A Lua - Imagem: Divulgação NASA
A Lua - Imagem: Divulgação NASA

Nesta semana, a NASA explicou em nota à imprensa que pretende anunciar "uma nova descoberta empolgante sobre a Lua" em entrevista coletiva na segunda-feira, 26 de outubro, às 13h (horário de Brasília).

Segundo a publicação, a novidade veio do Stratospheric Observatory of Infrared Astronomy (cuja sigla em inglês é SOFIA), que fez seu primeiro voo em 2007, e foi criado a partir da união da ciência da agência americana com o German Aerospace Center .

O observatório foi montado em um Boeing 747SP modificado para que a parte traseira pudesse ser aberta durante o vôo, permitindo o uso de um telescópio refletor, que facilita a observação e evita interferências atmosféricas. Os instrumentos da estrutura se concentram no estudo de objetos em nosso próprio sistema solar e no Universo.

A publicação também se referiu ao Programa Artemis, que visa levar a primeira mulher astronauta ao nosso satélite natural em 2024, e ao próximo grande passo da NASA, a exploração humana em Marte no início dos anos 2030.

Ao contrário dos telescópios infravermelhos no espaço, como o Telescópio Espacial Spitzer e o Observatório Espacial Herschel (ambos agora aposentados), o SOFIA é relativamente fácil de atualizar, pois retorna rotineiramente à Terra, onde é operado e mantido conforme necessário no Centro de Pesquisa de Voo Armstrong da NASA em Palmdale, Califórnia. Cada um dos voos do observatório dura aproximadamente 10 horas. O SOPHIA foi aterrado em meados de março de 2020, devido à pandemia COVID-19, e só voltou a voar em meados de agosto, de acordo com declarações da NASA. A SOFIA também enfrentou dificuldades no processo orçamentário na última década, já que os pedidos de orçamento presidencial selecionaram repetidamente o projeto para cancelamento; O Congresso o restabeleceu todas as vezes.

Entre os convidados da conferência de segunda-feira estará Naseem Rangwala, cientista do projeto para a missão SOFIA no Ames Research Center, na Califórnia. Outros palestrantes incluem: Paul Hertz, líder da divisão de astrofísica, Jacob Bleacher, cientista-chefe de exploração do Conselho de Missão de Exploração e Operações Humanas e Casey Honniball, pós-doutorado no Goddard Space Flight Center em Maryland.

O melhor celular intermediário para importar?

Conteúdo relacionado

Nasa pousa em asteroide Bennu para coletar amostras
Ciência

Nasa pousa em asteroide Bennu para coletar amostras

A nave espacial Osiris-Rex da NASA pousou brevemente no grande asteróide Bennu, que é tão antigo quanto a Terra e pode trazer pistas importantes sobre a formação do universo.

Nasa fará live de pouso da nave Osiris-Rex no asteróide Bennu
Ciência

Nasa fará live de pouso da nave Osiris-Rex no asteróide Bennu

O caçador de asteróidesOsiris-Rex da NASA tentará roubar souvenirs espaciais do ateróide Bennu nesta terça-feira durante tranmissão ao vivo.

O Paradoxo de Fermi e por que nunca encontramos vida no universo
Ciência

O Paradoxo de Fermi e por que nunca encontramos vida no universo

Segundo um recente estudo há mais estrelas no universo do que grãos de areia no planeta Terra. Há 70 septiliões de estrelas, 17 bilhões de planetas similares à Terra apenas na Via Láctea, uma dos tantos bilhões de galáxias por aí e você realmente acha que estamos sozinhos no universo? Bitch, please.