SpaceX adia lançamento de cápsula Dragon ao espaço

Decolagem foi adiada devido a um problema elétrico com o drone responsável pelo propulsor. Lançamento ocorrerá quase duas semanas depois da versão para passageiros da Dragon explodir em um teste de motor.

Por | @andressaisfer Ciência Pular para comentários

Foi adiado para sábado (04) o lançamento da cápsula Dragon à Estação Espacial Internacional (ISS). Dessa vez, ela estará carregada de suprimentos e experimentos científicos.

O lançamento, que estava agendado inicialmente para essa sexta-feira (03), foi adiado devido a um problema elétrico com o drone responsável pelo propulsor.

Essa é a 17ª vez que a SpaceX faz esse lançamento para a NASA, no entanto, a missão acontece quase duas semanas depois da versão para passageiros da Dragon (a Crew Dragon) explodir em um teste de motor.

Cápsula SpaceX DragonCápsula SpaceX Dragon

A causa do acidente ainda não foi identificada, mas o que se sabe é que a versão de carga da Dragon é extremamente diferente da versão para passageiros. 

Isso porque a máquina em questão estava equipada com oito motores SuperDraco para um teste – minúsculos propulsores embutidos na parte externa da Crew Dragon. A ideia é que, em caso de emergência, esses propulsores podem incendiar e rapidamente expelir a cápsula para fora do foguete.

Porém, no teste realizado no dia 20 de abril, a Crew Dragon explodiu antes mesmo da SpaceX acender todos os oito SuperDracos. Esse incidente ocorreu na plataforma de pouso da empresa em Cabo Canaveral, na Flórida.  

Como a Dragon de carga não é equipada com SuperDracos, tanto a SpaceX quanto a NASA estão confiantes com o vôo desta semana. No entanto, a missão deste sábado mudou ligeiramente após o acidente: originalmente a SpaceX planejava pousar seu foguete Falcon 9 na plataforma de aterrissagem da empresa. Mas como a pista está interditada devido à explosão e investigações sobre o caso, a SpaceX tentará aterrissar o foguete em um dos navio-drones da companhia no Oceano Atlântico.

A Dragon de carga levará mais de 250 experimentos que astronautas a bordo da ISS vão explorar ao longo dos próximos meses. Além disso, a cápsula levará também um experimento da NASA que ajudará a agência a medir os níveis de dióxido de carbono na Terra. O experimento, chamado OCO-3, será posicionado por um braço robótico no exterior da estação espacial logo após aterrissagem. Dessa forma, o instrumento poderá mapear como o gás carbônico flutua sobre o mundo. 

Para quem se interessar, a NASA deve transmitir ao vivo a decolagem, que está agendado para às 03h48 no horário de Brasília.

Fonte: The Verge

Mais sobre: spacex, nasa, ciencia