Qual a importância de se entender o consumidor?

Hoje, eu diria que é fundamental! Apesar de algumas marcas ignorarem os seus consumidores – e as Redes Sociais estão ai para provar essa teoria – entender o que as pessoas querem é fundamental para saber como criar uma comunicação relevante.

Por | @plannerfelipe Marketing Digital

Hoje, eu diria que é fundamental! Apesar de algumas marcas ignorarem os seus consumidores – e as Redes Sociais estão ai para provar essa teoria – entender o que as pessoas querem é fundamental para saber como criar uma comunicação relevante.

Na minha modesta opinião, o profissional de planejamento estratégico digital, o planner, precisa ter 2 pilares para trabalhar suas estratégias de comunicação: pesquisas e comportamento do consumidor. Isso é fundamental e vamos ver nesse artigo o por quê. Como planner de comunicação, vamos focar apenas nesse assunto, mas o marketing do cliente precisa ir além no conhecimento do consumidor para desenvolver produtos e pensar em novos canais de vendas também.

Qual a importância de se entender o consumidor?

Vamos fazer uma analogia que gosto muito que é a conquista de uma pessoa. Imagine que um homem quer muito conquistar uma garota da sua rua. Ele a acha linda, atraente e acredita que terá um futuro com ela. Esse homem faz de tudo para conquistar o coração da garota. É simpático, se veste bem, a trata como uma princesa, manda flores, leva para jantar. Agrada de todas as maneiras com um objetivo claro: Conquistar o coração da garota. Qual a diferença desse homem para uma marca? Nenhuma!

As marcas, para conquistar clientes fieis, fazem o mesmo procedimento. Criam anúncios maravilhosos falando sobre si (bem claro), agradam com malas diretas, promoções, patrocinam eventos. Criam um ambiente agradável para que o consumidor tenha uma boa percepção delas, elevou a percepção, as portas da conquista se abriram.

Mas como fazer essa conquista? Essa é a resposta que nós, planners, precisamos responder diariamente e só tem uma maneira: pesquisar a fundo o comportamento desse consumidor, entender quem é a pessoa e não o target.

Essa é uma diferença fundamental entre entender (perfil 1): um homem, classe A, 30 anos, esportista, heavy user de internet, usa todas as Redes Sociais, acessa blogs e sites de notícia; possui um carro na faixa de 60 mil reais, mora em um bairro nobre de São Paulo, costuma freqüentar shoppings, mas prefere comprar online, é casado, tem uma filha pequena. Se preocupa em agradar a filha constantemente. Gosta de assuntos relacionados a marketing, publicidade, esportes, lazer, restaurantes, viagens e cinema. Heavy user de móbile ou entender que seu público (perfil 2) são Ambos, classe AB 25+.

As agências de comunicação – e aqui tanto faz se é on ou off – que entendem o perfil 1 são as agências que conseguem traçar uma estratégia certeira para conquistar o coração do consumidor. Entender o que quer, como quer e como ele quer ser impactado é o diferencial competitivo de uma estratégia de comunicação. As agências que trabalham com o perfil 2 são aquelas agências que continuam a traçar estratégias superficiais baseados em “achismos” e “o que está na moda”. Por isso que ainda vemos estratégias “matadoras” sendo: coloca a sua marca no Twitter ou cria uma Fan Page.

As marcas querem mais pois o consumidor quer mais. Estamos mais exigentes, pois temos mais acesso a informação. Temos mais pontos de decisão de compra, consultamos e pesquisamos mais.

Vai mesmo ficar sem analisar o seu consumidor afundo?

Mais sobre: webmarketing, e-consumidor, marcas
Share Tweet
DESTAQUES
Mais compartilhados
Comentários