Bing usa dados de usuários para posicionar suas buscas, como isto funciona?

O Bing é um sistema de buscas da Microsoft que tem o objetivo de ajudar aos usuários em suas pesquisas, oferecendo resultados satisfatórios, na qual, as pessoas possam realmente utilizar. O buscador Bing fornece resultados direcionados, prontos para o usuário fazer uso das informações fornecidas.

Por | @RafaelaPozzebon Marketing Digital

O Bing é um sistema de buscas da Microsoft que tem o objetivo de ajudar aos usuários em suas pesquisas, oferecendo resultados satisfatórios, na qual, as pessoas possam realmente utilizar. O buscador Bing fornece resultados direcionados, prontos para o usuário fazer uso das informações fornecidas.

Bing usa dados de usuários para posicionar suas buscas, como isto funciona?

Deste modo, o Bing, quando utilizado para realizar uma pesquisa, verifica automaticamente a Internet e mantém um índice. Este índice fornece uma listagem que inclui sites, imagens, documentos, vídeos e outros itens. Assim, é fornecido o máximo possível de informações para satisfazer o usuário, obviamente, exibindo conteúdos pertinentes relativos à pesquisa.
A criadora do Bing, a Microsoft, define a ferramenta como um “mecanismo de decisão”. Assim, conforme a Microsoft, o Bing foi projetado para minimizar a quantidade de informações desnecessárias que surgem em uma busca normal, e assim, o Bing irá facilitar as buscas e o usuário poderá tomar uma decisão com mais facilidade.

O Bing possui quatro grandes áreas de buscas: compras, viagem, local e saúde. Como já havia sido comentado antes, o principal objetivo do Bing é facilitar as buscas. Assim, quando você entra no site e inicia uma busca, a ferramenta possui um recurso, chamado “Autosuggest”, que recomenda palavras associadas a primeira letra que o usuário está digitando, e assim, o usuário tem a liberdade de escolher aquela que julga mais apropriada. O recurso “Best Match”, semelhante ao “Autosuggest”, oferece ao usuário o resultado que julga mais adequado.

Do mesmo modo que o Bing pretende facilitar as buscas, ele quer facilitar ao usuário organizando os resultados. Assim,com o recurso “Explore Pane”, o usuário pode aprofundar suas buscas, se achar necessário, e chegar ao resultado procurado. O chamado “Deep Link” tem o objetivo de permitir ao usuário visualizar o site desejado sem clicar no mesmo. Assim, o usuário tem a oportunidade de espiar o site e não abrí-lo totalmente. Caso achar que aquele determinado site irá conter o que está procurando, tem a liberdade de acessá-lo.

O “Instant Answers” exibe com rapidez as informações mais relevantes da sua pesquisa, como por exemplo, números de vôos e resultados de jogos esportivos. Deste modo, para pesquisas instantâneas, bem focadas, este recurso facilitará a pesquisa e o resultado aguardado. A grande questão é como um programa pode fazer tudo isso? Segundo informações, é devido ao código de programação. O Bing possui um conjunto de regras avançadas e, ou instruções para a filtragem de resultados e assim, fornecer a resposta mais satisfatória aos usuários. Estes recursos possuem um nome específico, chamado algoritmos.

A coleta de dados dos usuários é outro recurso utilizado pelo Bing. O funcionamento acontece pela monitorização da navegação dos usuários em sites da internet. O recurso ajuda o Bing identificar as preferências dos usuários em sua busca, deste modo, no resultado da pesquisa, apenas informações relevantes ao usuário, algo que faça sentido em relação a outras visitas em outros sites.

Os usuários, que assim desejarem, optam na barra de ferramentas do Bing por marcar em “aprimoramento de experiência”, isso fornece acesso à Microsoft e assim, poder monitorar todos os cliques dos usuários. Assim, o Bing poderá utilizar essas informações quando o usuário realizar alguma pesquisa no buscador.

Este sistema de monitoramento do Bing causou muitos problemas à Microsoft. Há algum tempo atrás, o maior site de buscas da Internet, o Google, acusou o Bing de copiar informações de seu site. O desentendimento gerou muitos confrontos e acusações e ambas as partes.

Mais sobre: Bing, Microsoft, buscas
Share Tweet
DESTAQUES
Mais compartilhados
Comentários