O que fazemos no Facebook?

Não é nenhuma novidade que o Facebook é a principal Rede Social do planeta, assim como não é nenhuma novidade que só no Brasil ele não é líder, perdendo para o Orkut, mas isso é assunto para outro artigo.

Por | @plannerfelipe Redes sociais

Não é nenhuma novidade que o Facebook é a principal Rede Social do planeta, assim como não é nenhuma novidade que só no Brasil ele não é líder, perdendo para o Orkut, mas isso é assunto para outro artigo. O fato que quero discutir aqui com vocês, amigos leitores, é para que as pessoas tem um Facebook.

O que fazemos no Facebook?


Alguns podem dizer que tem o Facebook para compartilhar fotos, outros podem dizer que é para conversar com amigos, uma vez que além de escrever no mural dos amigos, a rede tem um instant messeger próprio, outros podem dizer que é para contatos profissionais; enfim, estar no Facebook é importante, é preciso e cada um tem um motivo dentre as várias possibilidades que a ferramenta disponibiliza a todos nós.

Eu, por exemplo, entrei no Facebook (facebook.com/plannerfelipe) por entender ser uma rede importante de network com profissionais do mercado de comunicação e marketing digital. Logo que entrei comecei a ver que vários profissionais estavam lá e comecei a me associar a cada um deles, o que tem me gerado bons contatos com o mercado e aprendizado com cada um deles.

Mas será que o Facebook está pautado em troca de informações entre pessoas apenas? Bem, uma recente pesquisa da Revista Época Negócios (Nov/2010) mostra que cerca de 53% das pessoas que estão na rede estão jogando online. Esse dado é mundial, então podemos entender que dentre os mais de 500 milhões de contas ativas, cerca de 265 milhões de pessoas jogam online dentro da rede. Está ai uma prova do porque Mafia Wars e FarmVille (entre outros) é um grande sucesso.

Dentre esse número, cerca de 56 milhões de pessoas (5 vezes o número de contas ativas no Brasil) jogam online todos os dias, ou seja, ao meu ver interagir com outras pessoas não é muito o caso desse grupo. E para quem pensa que a maioria são jogadores, se engana, pois a pesquisa aponta que 69% dos jogadores são mulheres.

Em tempo, eu já vi outras pesquisas de sites como o Atrativa Games, que mostram que as mulheres jogam mais online. Acredito que os homens, que naturalmente são mais “gamemaníacos” prefiram os consoles como Xbox, Nintendo Wii e PlayStation.

Cerca de 19% dos gamers afirmam ser viciados em games do Facebook. Em uma rápida conta, levando em conta os 265 milhões de gamers, mais de 50 milhões são viciados em games, um número próximo ao de pessoas que jogam todos os dias. E ai que as marcas começam a apostar campanhas online em social games e que tem tido um relevante sucesso. No Brasil, por exemplo, a marca de chocolates Bis fez uma ação no FarmVille com mais de 20 milhões de interações com a marca.

Onde conseguiríamos uma mídia que gerasse tanta interação com a marca? Um banner na home de portal eu duvido que seria.

Mais sobre: facebook midias sociais rede social
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar