Até onde fazer barulho é bom nas mídias sociais?

Pôneis malditos. Na minha opinião ao falar em ações que geraram buzz, que foram muito comentados vem essa campanha da Nissan. Poneis malditos.

Por | @plannerfelipe Redes sociais

Pôneis malditos. Na minha opinião ao falar em ações que geraram buzz, que foram muito comentados vem essa campanha da Nissan. Poneis malditos. Eu não acredito que pônei venda carro, assim como não acredito que o Fábio Júnior tem um Uno, mas eu não sou público dessas marcas. Se sou, não fui impactado.

Até onde fazer barulho é bom nas mídias sociais?

Até no Orkut foram criadas mais de 500 comunidades para a marca. Olha que informação relevante para aqueles que acham que o Orkut morreu no Brasil, bom, se o Facebook tem 18 milhões e o Orkut 45 milhões de pessoas, como a rede do Google pode ter morrido? Esses teóricos do caos da mídia estão cada vez mais “Mãe Dinah”

Mas voltando aos números da campanha, são mais de 34 mil seguidores no Twitter, 640 posts em blogs, 80 posts em vários fóruns, 140 mil visualizações no vídeo do Youtube, 14 comunidades no Facebook com a maior sendo de 1,8 mil pessoas. Os números impressionam, claro, mas não acredito nesse crescimento rápido sem uma excelente ação de seeding por trás.

Perguntas que não querem calar: 1º sem buscar no Google, você leitor (a) sabe qual o carro estava sendo vendido? Confesso que eu fui buscar no Google o carro, era a Nissan Frontier. A 2ª pergunta: dentre os 34 mil seguidores da marca no Twitter, quantos compraram? Quantos tem potencial de compra? Quantos indicaram o carro e não a campanha?

Ok, eu já escrevi sobre o marketing de cultivo, sendo uma alusão a pescaria, que aprendi com o Rafael Payão na Full Tecno (quando ele era o diretor de planejamento). Joga-se a rede de pesca e depois seleciona os melhores peixes, ou melhor, separe-se os leads; se isso está sendo feito, excelente, é um trabalho árduo e demorado, de médio a longo prazo, como ações nas Redes Sociais devem ser. Planejamento de médio a longo prazo!

Não quero aqui ficar falando bem ou mal dessa ação. Não atendo o cliente, nunca trabalhei na agência (que respeito), mas estou usando esse exemplo para dar uma visão de planejamento, ações de barulho que não vendem, não interessam, afinal, quando a conta do cliente não fechar, a da agência também não vai!

Ações que fazem barulho, aumentam a audiência do site, aumentam o número de seguidores da marca são excelentes para deixar relatório bonito, mas eu ainda sou do tempo em que um banner tem que vender, uma ação no Twitter tem que levar o cliente ao ponto de venda, uma comunidade no Facebook tem que gerar um relacionamento forte com o cliente a ponto dele não só comprar como também indicar a seus amigos.

Rede Social é uma plataforma de pessoas se relacionarem. Pessoas se relacionam com pessoas e com marcas também e um bom relacionamento gera um namoro, um casamento, uma paixão onde o usuário não trai. Um motoqueiro da Harley-Davidson tatua o logo no peito. Ele vai comprar uma Suzuki?

No meu Twitter (@plannerfelipe) estou sempre discutindo isso com os meus seguidores. Temos que pensar em gerar negócio, gerar receitas aos nossos clientes, ou como já disse, a conta não fecha!

E ai, você ainda vai pensar em buzz marketing ou em vendas? Eu penso em vendas!

Mais sobre: internet midias sociais twitter
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar