O futuro do touchscreen

O Touchscreen, também conhecido como “tela sensível ao toque”, é um tipo de tela que é encontrado em muitos equipamentos. Ela é sensível ao toque, assim, não é necessário o uso de um teclado, por exemplo.

Por | @RafaelaPozzebon Hardware

O Touchscreen, também conhecido como “tela sensível ao toque”, é um tipo de tela que é encontrado em muitos equipamentos. Ela é sensível ao toque, assim, não é necessário o uso de um teclado, por exemplo. Atualmente é muito encontrada em telefones celulares, tablets, vídeogames, nos caixas eletrônicos e tantos outros aparelhos multimídia.

O futuro do touchscreen


Com apenas um toque é possível realizar vários movimentos: abrir uma tela, rolar uma foto, enviar mensagens, enfim, nunca foi tão fácil interagir com um equipamento.Muitas pessoas e fabricantes já estão sonhando com a grande evolução das telas touchscreen. Já imaginam aparelhos integrados ao nosso dia-a-dia e de fácil manuseio. Pensam em aparelhos que podem ser usados em diversas situações, como o mesmo aparelho que serve de despertador de manha, poderá servir em outro momento para ler notícias. Enfim, são vários os pensamentos que circulam na mente dos criadores.

O que poucos sabem sobre essa tecnologia é que ela pode acabar. O motivo não seria a desaprovação dos usuários, mas sim, falta de matéria prima para a produção desse tipo de tela. Para a fabricação das telas touchscreen é necessário um material, conhecido como híbrido metálico. O material é formado por dois óxidos metálicos, chamada óxido de índioestanho. O índio, o componente principal da mistura é um substrato da mineração de chumbo e zinco. Além da dificuldade de ser encontrado, ele possui um valor alto de mercado. Outros segmentos, caso a fonte desapareça serão prejudicados, como as células solares e LEDs de baixo consumo.

Em uma década, se os fabricantes não encontrarem outro material para substituir a matéria prima usada atualmente, poderá acabar a fabricação de telas touchscreen. Por esse motivo, os fabricantes buscam incansavelmente por novas alternativas. Segundo informações, ninguém sabe ao certo quanto índio existe ainda no mundo, dessa forma, é quase que impossível prever até quando poderemos contar com as telas touchscreen. Estima-se que as reservas mundiais de índio cheguem a 16000 toneladas, sendo que o país que mais há concentração do produto é a China.

O que os pesquisadores estão procurando fazer é fazer que este produto não seja totalmente eliminado do mundo, mas sim,que ele renda mais. Assim, criar uma matéria em que seja usado somente um pouco do índio, não como componente principal. No entanto, não está sendo fácil conseguir essa façanha. Os pesquisadores provavelmente em algum momento conseguirão encontrar um substituto para o material. Porém, até essa data não chegar, continuará a atual dúvida: Até quando teremos as telas touchscreem?

Mais sobre: touchscreen, telas, celulares
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.