Como fazer um bom BrainStorm

Como fazer um bom BrainStorm trata da dificuldade em planejamento de como deixar essa reunião mais produtiva. Frequentemente empresas de todos os setores buscam formas diferenciadas e assertivas para esse momento tão importante, o momento que pode definir o futuro de sucesso ou fracasso de um empreendimento

Por | @luizcastrojr Carreira em TI

Esse Artigo vai ser bem direto porque trata de um assunto que deve ser praticado com algumas regras, ou seja, em sua devida ordem de necessidade. Você deve estar se perguntando se eu estou maluco, logicamente você nunca leu um texto sobre Brainstorm que trate o assunto da forma que vou tratar aqui e que na verdade já iniciei tratando de uma forma diferenciada, bem crua, não se assuste, o que trago aqui é algo enriquecedor e que creio que vai ajudar muitos gestores e empreendedores a parar de perder tempo e não chegar a lugar algum.

Como fazer um bom BrainStorm

Muitos supervalorizam o brainstorm – o que é certo. Com ele é que conseguimos chegar na qualidade desejada de um projeto, imaginar, pensar, criar, identificar dificuldades e encontrar soluções, isso é ótimo, só que muitos erram na forma em que o fazem. Quantas vezes você se depara com brainstorms que não passam de um bate papo sem sentindo algum, ou uma disputa de egos/poderes, ou as vezes idéias ou tentativas frustradas pela falta de maturidade na situação do momento ou até mesmo pela timidez de ter sido colocado na parede de uma hora para outra quando se tem o dever de agregar algo naquele momento.

Isso tudo é frustrante, não é mesmo? Claro, que as vezes acaba surgindo uma boa idéia, e só acontece porque alguém estava criativo ou é muito profissional naquele momento, porém e o restante, porque não ajudam, por que não desenvolvem idéias tão boas, porque não encontram soluções plausíveis, porque parece ter criado algo genérico e não diferente em sua estrutura?

A falta de organização e tempo faz com que as pessoas se amedrontem, estamos tratando de sentimentos, estamos tratando de exposição de idéias e o ser humano tem a tendência de querer ser aceito e quando está em uma situação de confronto sem preparo tende a ficar tímido na maioria das vezes, tímido porque não quer errar, não quer se expor. Para solucionar isso tenho algumas regras que sigo, tenho certeza que pode ajudar você, claro se essa é a sua situação – Reuniões de Brainstorm que não rendem o esperado.


Primeiro:


Brainstorm não deve ser de longa duração, no máximo 1 hora é o suficiente para uma boa equipe colocar todos os pontos nos is.


Segundo:


Reúna uma equipe qualificada, não estou dizendo que não é para dar espaço para aquele rapaz do canto da sala, não, estou dizendo que esse é o momento que não pode perder tempo para fazer testes de pessoas, tem que criar idéias e ainda por cima imaginar se são possíveis de aplicá-las no projeto, uma equipe grande gera muitas idéias e normalmente uma derivada da outra, quando na verdade podia-se desenvolver essa idéia com poucas cabeças, de uma forma organizada e gastando menos tempo, o resultado é sempre muito bom, só que para isso reúna quem sabe sobre o assunto, quem é criativo, quem é proativo, quem tem qualidade e vontade para isso, vontade deve ser fator relevante, conheço muitos profissionais de conhecimento incrível só que sem vontade alguma, esses são um peso morto nas empresas. As vezes ser seletivo é uma boa característica para um gestor.


Terceiro:


Brainstorm não é o momento de criar idéias, é o momento de aperfeiçoá-las, aqui é o diferencial, normalmente você ouve, lê ou assiste alguém dizendo que esse é o momento de criar, não, esse é o momento de debater idéias, chegar em um consenso e amadurecer a idéia escolhida. Porque não se deve usar brainstorm para criar idéias do zero? Simples, porque para gerar uma idéia consistente eu não posso estar ouvindo a idéia do outro, logo, se ouvir vou estar sendo influenciado, no final teremos idéias genéricas adaptadas e não opções diferenciadas para escolher a melhor alternativa. A dica aqui é reunir sua equipe por 15 ou 30 minutos, explicar o problema, desejo ou projeto inicial e deixar que esses voltem para suas mesas, pensem, criem soluções e na data e hora marcada retornem para a mesa de reunião e ai sim entra o brainstorm, ou seja, expõem-se as idéias que são únicas e assim é possível decidir o que é válido ou descartável, escolher uma excelente idéia e após isso amadurecê-la devidamente com toda a atenção merecida.

Brainstorm é algo para ser simples, só que a tendência do ser humano é complicar as coisas para que aparentem ser algo único, só que algo único, algo especial é aquilo que em sua simplicidade é eficaz. Não perca tempo com idéias genéricas, se você perceber que as idéias pouco se diferem cancele essa reunião e defina um prazo para que todos criem idéias únicas e só assim retorne para a sala de reuniões para decidir o rumo a ser tomado.

Ao gestor cabe a capacidade de analisar, a capacidade de exigir, impor e fazer com que de forma organizada o fluxo de idéias seja utilizável e logo aplicável para o projeto, você é o maestro dessa orquestra e tudo, no final, será responsabilidade sua. Até a próxima.

Mais sobre: empreendedorismo, brainstorm
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.