Certificações, quais os benefícios para minha carreira em TI?

Existe um assunto um tanto quanto discutido entre vários profissionais de TI, afinal, uma graduação na área faz muita diferença ou o mais importante são as certificações? Existem muitas empresas que possuem exigência de um curso superior, outras, no entanto, preferem pessoas com um excelente nível de conhecimento e certificações no ramo.

Por | @RafaelaPozzebon Carreira em TI

Existe um assunto um tanto quanto discutido entre vários profissionais de TI, afinal, uma graduação na área faz muita diferença ou o mais importante são as certificações? Existem muitas empresas que possuem exigência de um curso superior, outras, no entanto, preferem pessoas com um excelente nível de conhecimento e certificações no ramo. Portanto, em minha opinião, um curso de graduação é um ponto muito positivo para a carreira na área de TI. Após esta etapa sim, acredito que devam ser feitos cursos mais específicos na área desejada.

Certificações, quais os benefícios para minha carreira em TI?

Para tanto, para quem decide por algum tipo de certificação, independente de ter uma graduação ou não, é de suma importância analisar bem se este certificado não será apenas mais um papel guardado, assim, é preciso tirar o máximo de proveito dele.


O que uma certificação beneficia?


De acordo com Hugo Queiros, uma certificação é um comprovante que atesta a competência de uma pessoa em determinada tecnologia, metodologia, processo ou programa, é geralmente conseguida após ser aprovado em um exame mundial proposto pela entidade responsável. Uma certificação é um instrumento de avaliação global, não interessa se você é brasileiro, americano ou até argentino, será avaliado da mesma forma. Suas questões são baseadas nos principais problemas encontrados no mercado. Isso assegura, pelo menos em parte, que todos os profissionais certificados sejam capacitados a resolver uma série de problemas independente de sua prévia formação ou nacionalidade tornando-as um ótimo comprovante de competência mundial.

Sabemos que, uma boa certificação, em muitos casos, é até mais relevante para um determinado perfil de profissional. Deste modo, na hora de encontrar um lugar no mercado de trabalho, dependendo da certificação, haverá excelentes ofertas de emprego. Porém, como comentado anteriormente, o certificado não tem que ser apenas mais um papel, mas sim, usá-lo para impulsionar a carreira de um profissional de TI.


Quais certificações menos complexas de fazer?


Atualmente existem várias certificações, como Microsoft, ITIL, PMI, COBIT, CISCO, IBM, ORACLE, JAVA, porém, quantidade não é sinônimo de qualidade, então, um profissional precisa estar focado na área que realmente pretende seguir e investir nas áreas que mais geram interesse.
De acordo com Diego Schmidt, Bacharel em Ciência da Computação, existem várias áreas que o profissional possa seguir, como:
  • Desenvolvimento: é interessante tirar certificações da Microsoft voltadas para desenvolvimento, como Visual Studio, .NET e outras tecnologias bastante utilizadas como Java, UML entre outros focados para desenvolvimento.
  • Infraestrutura (Redes): nessa área é essencial ter certificação Microsoft, muitas empresas levam como critério de seleção uma certificação Microsoft para a área de infraestrutura de redes. Além da certificação Microsoft, também é uma diferencial certificação LP1 que é focada em Linux. As demais certificações acho que varia conforme a estrutura da empresa onde se trabalha, por exemplo se sua empresa utiliza roteadores CISCO é interessante fazer certificações CCNA, se utiliza firewall FortiGate é interessante se certificar nessa solução, assim você junta a experiência aos estudos e se aprofunda ainda mais na ferramenta, trazendo benefícios para você mesmo e para a empresa.
  • Gerenciamento de Projetos: nessa área mais humana da TI que vem crescendo constantemente a principal certificação para um profissional com anos de experiência é o PMP, essa é a certificação mais requisitada para no mercado de Gerenciamento de Projetos. Para quem está iniciando na carreira, é viável tirar a certificação CAPM também do PMI, só que voltada para pessoas que estão iniciando a carreira. Temos algumas certificações que complementam a carreira de um gestor de projetos como a certificação COBIT e ITIL que são muito uteis para gerenciamento de projetos e conhecimento em processos de TI. Como em todas as áreas existem outras certificações tão importantes quanto as citadas acima, porém no Brasil não são tão requisitadas, pois a metodologia não é tão utilizada como o PMI, um exemplo dessas certificações é a Prince 2, que é muito difundida na Europa mas no Brasil a melhor pratica utilizada ainda é o PMI.


Ainda de acordo com Hugo Queiros, há algumas certificações clássicas, que as pessoas da área costumam procurar. São elas:
  • SAP – Cerca de 70% das 500 maiores empresas no Brasil utilizam esse sistema de gestão empresarial. Oferecidas em módulos, essa especialidade é interessante para aqueles que almejam entrar no mercado corporativo.
  • Java – A linguagem desenvolvida pela Sun Microsystems tem um amplo leque de utilização. Com as demandas do desenvolvimento web, é possível programar de simples games on-line a complexos sistemas empresariais.
  • C# e .NET – O ambiente Microsoft está presente em empresas de todos os portes, havendo uma grande demanda por profissionais especializados no desenvolvimento rápido de aplicações.
  • Oracle – Há um grande número de vagas para especialistas nesse ambiente, que inclui o software de banco de dados mais usado no mundo e soluções de gestão empresarial.


A dica agora é estudar!

Mais sobre: certificações, sap, java
Share Tweet
DESTAQUES
Mais compartilhados
Comentários