HDTV (do inglês High-definition television) é um sistema de transmissão televisiva com uma resolução de tela significativamente superior ao dos formatos tradicionais (NTSC, SECAM, PAL). Com exceção de formatos analógicos adotados na Europa e Japão, o HDTV é transmitido digitalmente e por isso sua implementação geralmente coincide com a introdução da televisão digital (DTV): esta tecnologia foi lançada inicialmente nos EUA durante a década de 1990 por um consórcio envolvendo AT&T, General Instrument, MIT, Philips, Sarnoff, Thomson e Zenith[1].

Apesar de vários padrões de televisão de alta definição terem sidos propostos ou implementados, os padrões HDTV atuais são definidos pelo ITU-R BT.709 como 1080i (interlaced), 1080p (progressive) ou 720p usando uma proporção de tela de 16:9. O termo "alta definição" pode se referir à própria especificação da resolução ou mais genericamente ao meio (ou mídia) capaz de tal definição, como filme fotográfico ou o próprio aparelho de televisão.



• O que talvez possa vir a ter algum interesse num futuro próximo é o vídeo de alta definição (HD_DVD e Blu-Ray)+ precisamente o Blu-Ray e, por consequência, os projectores, televisores LCD e de plasma (ambos ultrapassados por novas tecnologias de que falaremos mais à frente) com resolução de 1080p (1920 x 1080), onde terá empenho também nos retros projetores e filmadoras com definição de 1080p.
• Isso tudo para atender as necessidades dos consumidores para obter o desejo do melhor em suas casas e principalmente os profissionais que atuam nas áreas de imagens que dependem sempre da melhor qualidade em seus trabalhos.

• A Sony lançou em 2006 no mercado uma filmadora de HD HANDYCAM HDR-SR1 com resolução de 1080i sendo a 1º filmadora do mercado que tenha esta definição, porém a definição de 1080p demorará a chegar no mercado.

Nomenclatura
No contexto da HDTV, os formatos de transmissão são descritos conforme a seguinte nomenclatura:

    • O número de linhas verticais de resolução de tela.
    • O uso de progressive scan (p) ou interlaced scan (i).
    • O número de quadros (frames) ou campos (fields) por segundo.

    • Os formatos 1080i e 1080p são iguais em resolução.
    • Oque acontece é que no formato 1080i as linhas são atualizadas ordenadamente, uma vez a linha "par" e no momento seguinte as linhas "impares". Já no formato 1080p todas as linhas são atualizadas simultaneamente, evitando que em uma cena de rapido movimento uma das sequências de linhas se atrasem.

SEQUE O ROTEIRO ABAIXO SERA DE GRANDE AJUDA
    • 480i = 640 x 480 pixels (grande parte dos televisores antigos utilizam este sistema).

    • 480p = 640x480 pixels para proporção 4:3 de tela ou 852x480 para proporção 16:9 (formato não utilizado pelos dvds players).

    • 720i = 1280x720 pixels entrelaçado.

    • 720p = 1280x720 pixels.

    • 1080i = 1920x1080 pixels entrelaçado.

    • 1080p = 1920x1080 pixels.


Logo em termos de qualidade de imagem:
    • 480i < 480p < 1080i < 720p < 1080p.


    • Na verdade, em termos de resolução seria

    • (480i=480p) < (720i=720p) < (1080i=1080p)


    • Agora em termos de qualidade de imagem, aí sim:

    • 480i < 720i < 480p < 1080i < 720p < 1080p


    • a partir da resolução 720p já é considerado HDTV

Interlaced e progressive scan

diferença entre os modos interlaced e progressive

Interlaced e progressive scan são nomes usados para descrever duas técnicas utilizadas para "desenhar" o conteúdo da tela. O modo interlaced (entrelaçado), desenha em cada passagem metade das linhas da tela — as linhas pares ou ímpares — formando a ilusão de uma resolução maior transmitindo apenas metade da imagem formada.

Já o modo progressive desenha a tela inteira em uma única passada, transmitindo e exibindo todas as linhas da tela a cada atualização (refresh).

Fonte: Wikipédia