Quando a Qualidade e a Propaganda se encontram

A função da propaganda é divulgar, por meio de ações diversas, conceitos, produtos e idéias. As empresas também fazem uso de seus resultados (e também os da concorrência) para fortalecer sua imagem e conquistar o cliente, tentando levá-lo a concluir que faz uma boa escolha ao optar pelo produto daquela empresa.

Por | @oficinadanet Negócios
A função da propaganda é divulgar, por meio de ações diversas, conceitos, produtos e idéias. As empresas também fazem uso de seus resultados (e também os da concorrência) para fortalecer sua imagem e conquistar o cliente, tentando levá-lo a concluir que faz uma boa escolha ao optar pelo produto daquela empresa. Para comprovar isso, veja nas revistas as propagandas tipo “Fulano foi eleito pela terceira vez consecutiva o Carro do Ano” ou “A Empresa X é a preferida do consumidor em relação ao concorrente Y”, e por aí vai…

A Qualidade por sua vez lida também com os resultados e sucessos da organização. E pode ser fonte de bastante material para a área de Propaganda & Marketing… Mas esse é outro assunto. Vou falar aqui sobre o oposto dele, o que a Propaganda pode trazer para a Qualidade.

Tudo começou lá na longínqua década de 50, quando Taiichi Ohno criou os rudimentos do sistema Kanban com base nas prateleiras de um supermercado norte-americano (!). Para mim nascia ali também, insuspeitadamente, a Gestão Visual ou Gestão a Vista.

Ela se caracteriza geralmente pela aplicação de diversos painéis nas áreas produtivas e administrativas contendo informações sobre desempenho dos processos, indicadores, produtividade, etc… Esses painéis, semelhantes aos quadros utilizados no Kanban, devem ser de fácil visualização e interpretação a certa distância.

Considero a Gestão a Vista a forma mais transparente de administração e uma excelente e potente ferramenta para a Qualidade, pois incentiva a melhoria contínua através de uma competição saudável (ao menos deve ser assim); padroniza a comunicação dos resultados dos processos e agiliza a análise em tempo hábil desses resultados; amplia a comunicação e integração dos processos e das pessoas; mantém as informações importantes disponíveis e frescas, para que não caiam no esquecimento ou na postergação. Com essas tantas (e outras) vantagens, me admiro que a Gestão a Vista não seja ainda aplicada por toda e qualquer organização!

E onde entra a propaganda nessa história?

As ferramentas utilizadas pela propaganda focam a comunicação com o mercado e devem ser claras, objetivas e sintéticas. Em poucas palavras ou com imagens ela transmite a devida mensagem. E a boa propaganda nunca manipula informações!

Na Gestão a Vista também deve ser assim. Os gráficos e controles visuais devem ser pensados em função do público que irá receber as informações. É importante também se preocupar com foco, evitar a poluição visual ou o excesso de dados para facilitar a interpretação e sobretudo nunca, jamais, em nenhuma hipótese, forjar ou manipular esses dados. Caso isso ocorra, o sistema todo cairá em descrédito, a confiança e a colaboração do pessoal ficarão seriamente comprometidas e a proposta irá fracassar.

Na propaganda é destacado o que representa vantagem competitiva ou benefício ao consumidor, na Gestão a Vista é destacada a informação relevante, seja ela positiva ou não, porque isso será revertido em benefício da melhoria dos processos. Resultados positivos encorajam e estimulam; negativos incitam a busca pela melhoria e pela solução ágil dos problemas, provocam inquietude pela comparação aberta, e isso acaba sendo também positivo para a evolução dos processos.

Além disso, a adoção da filosofia de Gestão a Vista facilita a aplicação de uma forma de propaganda interna, o endomarketing, que tem (entre outras) a função de gerar orgulho nas pessoas por fazerem parte da organização. Isso leva a mais comprometimento, a valorizarem a empresa e se preocuparem em mantê-la num patamar mais elevado, pois compreendem que isso depende sobretudo delas: as pessoas.

Portanto, a Qualidade tem muito com que se beneficiar se aproximando da propaganda, mas da BOA propaganda, não esqueçam!

Mais sobre: qualidade, a vista, cliente interno
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar