Ferramenta do iPhone faz bem ao coração

Para alguns, o iPhone é tão eficiente que intimida: com ele você faz ligações, ouve música, aprende uma língua e encontra o caminho para casa. Agora, será possível usá-lo para ouvir as batidas do coração na hora de praticar exercícios. Uma nova tecnologia converte o iPhone em monitor cardíaco e sistema de acompanhamento do grau de fitness do usuário.

Por | @jonathanlamimkt Tecnologia

Para alguns, o iPhone é tão eficiente que intimida:  com ele você faz ligações, ouve música, aprende uma língua e encontra o caminho para casa.

Agora, será possível usá-lo para ouvir as batidas do coração na hora de praticar exercícios. Uma nova tecnologia converte o iPhone em monitor cardíaco e sistema de acompanhamento do grau de fitness do usuário.

Uma maneira de monitorar a intensidade da atividade física é a frequência cardíaca. No caso da atividade de intensidade moderada, a frequência cardíaca alvo deve estar entre 50 e 70 por cento da frequência máxima da pessoa, segundo o Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês).

O SM Heart Link, uma chamada "ponte wireless", recolhe dados de sensores - como monitores de frequência cardíaca fixos ao peito e sensores em bicicletas - e os envia ao iPhone para serem exibidos e acompanhados.

"Há dezenas de aplicativos de fitness no iPhone, mas até agora nenhum deles usava monitores de frequência cardíaca ou outros sensores", disse Michael C. Williams, fundador e CEO da iTMP Technology, Inc., que desenvolveu o módulo de monitoração.

Ele disse que o iPhone agora pode funcionar como monitor de frequência cardíaca e computador de bicicleta, rastreando e armazenando sessões de malhação e até mesmo enviando os dados a sites de avaliação médica.

"Você pode avaliar seu grau de fitness em questão de segundos", disse Williamson. "Seu gasto calórico é decomposto em gordura e carboidratos e é baseado em seus dados metabólicos, não em tabelas generalizadas."

É claro que tudo isso não custa pouco. Os aplicativos são gratuitos, mas o módulo custa 155 dólares. Há também o preço das avaliações, dos sensores e do próprio iPhone.

Na outra extremidade do espectro, a alternativa no-tech descrita no site do CDC é: para saber sua frequência cardíaca, pare de se exercitar e meça seu pulso, colocando as pontas dos dedos nos pulsos para sentir a artéria radial, e conte as batidas.

Existe uma alternativa situada a meio caminho entre as duas anteriores. No centro cardiovascular online da Associação Americana do Coração (AHA), Heart 360 (www.heart360.org), o usuário pode registrar seus dados de pressão sanguínea, colesterol e glicose, atividades físicas e peso e manter um diário das medicações tomadas.

"A pessoa tem uma visão abrangente", disse Daniel Jones, presidente passado da AHA. Os dados, que são protegidos por senha, são comparados e atualizados para ajudar os usuários a alcançar metas de fitness, disse ele.

"Os dados de frequência cardíaca são muito mais úteis quando você os integra com outras informações", disse Jones, reitor da Escola de Medicina da Universidade do Mississippi.

Jones acredita piamente no valor da tecnologia para ajudar pessoas a acompanhar sua saúde.

"É um passo à frente, como o Internet banking", disse ele.

"Não é algo que previna problemas, por si só, mas facilita o trabalho das pessoas ao acompanhar sua saúde mais de perto", disse ele, acrescentando que o Heart 360 é gratuito para internautas que se cadastram no site.

Fonte: Reuters

Mais sobre: iphone, tecnologia, mobile
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.