Natal de 2019 bate recorde de venda de aplicativos

Essa época do ano geralmente é a mais lucrativa para lojas de apps, sendo games os principais aplicativos comprados. De todas as compras, a App Store da Apple ficou com a maior parte das vendas.

Por Apps Pular para comentários
App Store - Imagem: Divulgação
App Store - Imagem: Divulgação

O natal de 2019 resultou em recordes de vendas para lojas de apps. A App Store e Play Store, respectivamente da Apple e Android, tiveram lucros marcantes, porém a App Store foi a dominante nas vendas. A época natalina é já tradicionalmente o período do ano mais lucrativo para aplicativos, esse ano o processo se repetiu e com força.

No Natal, é mais do que comum novos smartphones e outros aparelhos chegarem às mãos de consumidores. Consequentemente, personalizar seu aparelho e baixar os apps desejados é a primeira coisa que alguém faz quando bota as mãos no novo dispositivo. Por isso, os acessos às lojas de aplicativos disparam e é bem comum que novos aplicativos sejam baixados, principalmente pagos. Acontece que cada dispositivo tem suas vantagens, então um smartphone mais potente significa que pode comportar um game mais potente, ou um aplicativo de edição de imagem para tratar fotos melhores, e assim vai.

A empresa de análise Sensor Tower recolheu esses dados referentes ao Natal de 2019, mostrando que houve mais um aumento na venda de aplicativos. Somente no dia de Natal, 277 milhões de dólares (um pouco mais de 1,1 bilhão de reais) foram gastos em apps na Play Store e App Store combinadas, 11,3% a mais do que o mesmo dia de Natal em 2018.

Mas foi a Apple que saiu na frente das vendas de aplicativos. 70% das vendas aconteceram na App Store, representando 193 milhões de dólares. Se trata de 16% de aumento em comparação a 2018, enquanto o Google e a Play Store arrecadaram 84 milhões, que também representa um aumento, por mais que modesto, de 2,7% frente ao dia 25 de dezembro de 2018.

Os games são os apps pagos favoritos, com 76% do valor total, 210 milhões entre as duas lojas de apps. O crescimento nesse segmento foi de 8% ao longo de anos, trazendo uma grande expectativa de mercado em aplicativos e em games mobile. Não é à toa que inúmeras empresas estão investindo em versões mobile para games que inicialmente pertenciam somente a consoles ou ao PC.

Demais aplicativos renderam 67 milhões de dólares, aumentando 2% em comparação ao ano anterior e acumulando 24% de crescimento ao longo de anos. Serviços de vídeo foram os mais comprados entre esses aplicativos.

Recomendamos ler:

Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Comentários:
Carregar comentários