Oficina da Net Logo

Hackers conseguem invadir rede da Apple e roubar dados de usuários

A imprensa não mencionou se o jovem chegou a vender as informações da Apple para terceiros.

Por | @oficinadanet Apple

A imprensa australiana informou que um jovem hacker do país conseguiu burlar a segurança da Apple e baixar cerca de 90 gigabytes de arquivos sigilosos da Maçã. Ele também teria conseguido acessar alguns dados de clientes da empresa.

As informações estão presentes em um processo que corre na Justiça da Austrália e foram publicadas através do The Age, que ainda menciona que o rapaz era um “grande fã” da Apple e tinha como sonho poder trabalhar na companhia. Agora, declarado culpado, o jovem não irá trabalhar em mais nenhuma empresa, já que irá para a prisão.

A Apple não divulgou quais os dados foram roubados, ou seja, que informações estavam nos arquivos. De qualquer modo, durante a investigação do FBI e das autoridades australianas, a empresa fez o possível para que o caso não fosse divulgado na imprensa internacional.

Hackers consegue invadir rede da Apple e roubar dados de usuários. A companhia da Maçã fez o possível para que o assunto não vazasse na mídia.Hackers consegue invadir rede da Apple e roubar dados de usuários. A companhia da Maçã fez o possível para que o assunto não vazasse na mídia.

Leia também:

A imprensa não mencionou se o jovem chegou a vender as informações da Apple para terceiros. A informação que foi divulgada pelas autoridades é que o rapaz teria conversado com algumas pessoas  através do WhatsApp.

Os conteúdos das conversas não foram divulgados. Por enquanto, com o processo na justiça, a Polícia Federal australiana continua investigando dois notebooks que foram apreendidos para descobrir como o jovem teve acesso a “chaves autorizadas” dos sistemas da Apple.

Vale mencionar que no início desta semana o governo da Austrália programou um debate sobre a tentativa de enfraquecer a criptografia usada pela Apple e também outras empresas. Em junho deste ano, a Apple foi multada em US$ 6,7 milhões por reguladores australianos sobre práticas de reparo de iPhone e iPad.

Como podemos perceber, nada é tão seguro quanto parece.

COMPARTILHE
Comentários
Carregar comentários