Apple Music fechou mês de fevereiro com 38 milhões de assinaturas pagas

Apple divulga o número de usuários que usufruem do Apple Music, seu serviço de streaming de músicas, tanto de assinaturas pagas como as em fase de teste.

Por | @fsbeling Apple

O Apple Music, o serviço de streaming de músicas da Apple fechou o mês de fevereiro com números satisfatórios. Segundo os relatórios divulgados pela própria companhia, a plataforma atualmente conta com 38 milhões de assinantes pagos.

Em relação ao último censo divulgado que apontava um número total de 36 milhões de assinantes pagos, isso representa um aumento de 2 milhões de usuários no serviço.

Mesmo com os números animadores, podemos perceber uma diferença alarmante em relação ao seu concorrente, Spotify, que atualmente conta com 71 milhões de usuários premium, liderando o ranking do serviço de streaming de músicas mais usado no mundo todo. Com isso, é notável que a Apple ainda tem muito que investir no seu streaming de músicas para confrontar o líder no segmento.

São 38 milhões de assinaturas pagas e 8 milhões em fase de teste gratuitoSão 38 milhões de assinaturas pagas e 8 milhões em fase de teste gratuito

Leia também:

Mas, por outro lado, nomes como Amazon Music Unlimited, com 16 milhões de assinantes e Pandora Media com 5,48 milhões já ficaram para trás, agora, não se sabe quanto ao Google Play Music, pois o Google não revela o número de assinantes no serviço. O Apple Music está disponível para iGadgets e Android, cujas mensalidades são de R$ 16,90 ao mês para usuários individuais e de R$ 24,90 ao mês no plano familiar.

O vice-presidente sênior de software e serviços de internet, Eddy Cue, foi quem revelou o número total de usuários do Apple Music até o mês de fevereiro, no Festival South by Southwest, em Austin, no Texas.

Cue informou também a quantidade de usuários que estão usufruindo do serviço na fase de teste, que são 8 milhões de assinantes em período de teste gratuito, pela primeira vez essa informação é fornecida pela Apple.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários