Apple oferece ajuda ao FBI para desbloquear iPhone de atirador do Texas

Maçã disse que irá colaborar com FBI para descriptografar aparelho de atirador do Texas.

Por | @oficinadanet Apple

O FBI, na última terça-feira (7), disse através de seu agente especial Christopher Combs, não ter conseguido acessar os dados do iPhone do atirador que acabou com a vida de 26 pessoas em uma igreja na cidade de Sutherland Springs, no Texas. Agora, a Apple ofereceu ajuda para descriptografar o aparelho.

A Maçã teria aceitado em dar suporte após ver a coletiva de imprensa que revelou a tentativa dos investigadores em desbloquear o smartphone.

Apple oferece ajuda ao FBI para desbloquear iPhone de atirador do Texas.Apple oferece ajuda ao FBI para desbloquear iPhone de atirador do Texas.

Leia também:

“Em um comunicado divulgado pela gigante de Cupertino à imprensa, ela diz que “imediatamente chegou ao FBI após saber da sua coletiva de imprensa na terça-feira que os investigadores estavam tentando acessar o celular”. A Apple disse que ofereceu assistência e até prometeu “acelerar [a sua] resposta a qualquer processo legal”. Ela mencionou também que “trabalha com a aplicação da lei todos os dias” e “oferece treinamento a milhares de agentes para que eles entendam [seus] dispositivos e como eles podem rapidamente solicitar informação da Apple.”

Através de sua conta no Twitter, o jornalista John Paczkowski reforçou que o FBI em nenhum momento solicitou ajuda da Apple. Assim, a vontade partiu da própria companhia da Maçã em colaborar.

Vale mencionar que questões envolvendo quebra de sigilo dos smartphones da Apple com o FBI não é recente. No ano passado, após uma negativa da Apple, o FBI conseguiu um meio de desbloquear o aparelho de um dos atiradores de San Bernardino.

Mais sobre: apple iphone fbi
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo