Oficina da Net Logo

Google vai remover apps fora do padrão 64bits da Google Play

Google nuncia novas regras para os apps da Google Play, que vigoram a partir de agosto de 2018.

Por | @viniischulz Android

Nesta terça-feira (19) o Google anunciou novas regras para a distribuição de aplicativos na Google Play. A medida adotada entra em vigor a partir de agosto de 2019 e refere-se ao suporte a aplicativos 32bits, o Google informou que os aplicativos distribuídos na Google Play devem estar no padrão 64btis, a mudança não impede que os mesmos sejam também compatíveis com a arquitetura 32bits, porém ela será opcional e não poderá ser exclusiva.

Os desenvolvedores que possuem aplicativos neste padrão, terão de adaptar os mesmos a nova regra ou terão os apps removidos da loja.

Quanto a compatibilidade, outra regra que entrará em vigor a partir de agosto de 2018 é a obrigatoriedade do suporte à versão mais recente do Android. No caso, a partir da data todos os aplicativos da loja devem ter suporte para o Android 8 Oreo, o suporte também pode se extender a versões mais antigas, mas fica condicionado a obrigatoriamente dar suporte a versão mais atual do SO. Aqueles aplicativos que em agosto de 2018 ainda não estiverem em conformidade serão respectivamente removidos.

Android 8 Oreo .Android 8 Oreo .

 

O uso da arquitetura 64bits, além de ser a mais moderna, oferece suporte a quantidade maiores de memória RAM, o que consequentemente deixa os aplicativos mais rápidos. Aplicativos nesta arquitetura, conseguem obter processamento em pacotes maiores, acelerando o desempenho e a eficácia do app e causando menos bugs.

O padrão 64bits já está disponível desde o Android 5 Lollipop, que foi lançado em 2015, porém um ano antes aparelhos com suporte para esta tecnologia já começavam a surgir. Por este motivo nem todos os aplicativos aproveitam dos aperfeiçoamentos de hardware e software, apenas aqueles que são novos ou constantemente atualizados. Com a padronização a partir do próximo ano a Google quer acabar com isso.

Já no lado da Apple, a arquitetura 64bits vem desde o iPhone 5s, e em fevereiro de 2015 a maçã passou a exigir o padrão 64bits nos app desenvolvidos para a plataforma. O lançamento do iOS 11, em setembro de 2017, marcom também como a primeira versão do SO que não funciona em aparelhos 32bits, como por exemplo o iPhone 5.

Leia também:

Para o usuário estas mudanças vão surtir com pouco efeito, os app com suporte para o Android 8 vão apenas proporcionar uma experiência mais agradável e otimizada. Porém o que o usuário poderá perceber é uma redução na oferta de aplicativos, já que aqueles abandonados ou que os desenvolvedores optaram por não otimizar irão sumir da loja.

O mesmo vale para 2019, já que o padrão será obrigatoriamente o 64 bits, aqueles aplicativos que não estiverem em conformidade serão excluídos da loja, o que reduzirá ainda mais o número de aplicativos na loja. Esta mudança pode afetar fabricantes de marcas paralelas, que ainda lançam celular e tablet com Android 4.4 Kitkat ou mais antigo, já que apps 32bits não vão mais estar presentes na Play Store.

COMPARTILHE
Comentários