Após atentando em Las Vegas, YouTube proíbe vídeos de modificações de armas

YouTube proíbe a publicação de vídeos que mostram as modificações em armas.

Por | @oficinadanet Youtube

Recentemente, um grande atentado em Las Vegas, nos Estados Unidos, deixou 58 pessoas mortas e mais de 500 feridas. O responsável pela ação foi Stephen Paddock, que abriu fogo contra a população que assistia a um show.

Agora, o YouTube resolveu mexer em suas diretrizes com a finalidade de evitar que vídeos que mostrem como realizar modificações em armas de fogo sejam publicados na plataforma.

Após atentando em Las Vegas, YouTube proíbe vídeos de modificações de armas.Após atentando em Las Vegas, YouTube proíbe vídeos de modificações de armas.

Leia também:

Deste modo, a partir da segunda-feira (9), o YouTube passou a não aceitar mais vídeos que explicam como os donos de armas podem deixar os seus equipamentos ainda mais poderosos ao usar um dispositivo nomeado de “bump stock”.

“Há muito nós temos uma política contra conteúdo ameaçador e perigoso”, afirmou um porta-voz do YouTube. “Na sequência da recente tragédia em Las Vegas, nós olhamos mais de perto para vídeos que demonstravam como converter armas de fogo para torná-las capazes de disparar mais rapidamente e expandimos a nossa política existente para proibir esses vídeos.”

Através da modificação, um rifle comum pode ganhar características de um rifle automático sendo capaz de disparar mais projéteis em um menor tempo. Mesmo com a venda de rifles automáticos proibida nos Estados Unidos, a comercialização dos bump stocks é liberada podendo ser encontrada por cerca de US$ 100.

Vale mencionar que Paddock utilizou um bump stock para incrementar a letalidade de suas armas durante o atentado.

Mais sobre: youtube google videos
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo