Uber é aprovado para reinicio de testes com carro autônomo

No ano passado, Uber precisou pausar os testes de carros autônomos após atropelar um pedestre que acabou falecendo. Agora, a empresa recebeu autorização para reiniciar os testes.

Por | @oficinadanet Uber Pular para comentários

As autoridades da Pensilvânia permitiu que o Uber inicie os testes de carros autônomos em vias públicas. O programa foi fechado em março de 2018 após um veículo Uber atingir e matar um pedestre em Tempe, no Arizona. O acidente acabou causando um alerta para a indústria, que pretende disponibilizar carros autônomos para uso comercial.

Recentemente, o Departamento de Transporte da Pensilvânia aprovou o pedido da Uber para iniciar os testes com o carro autônomo em Pittsburgh, onde o Grupo de Tecnologias Avançadas está sediado, disse o The Information.

Uber é aprovado para reinicio de testes com carro autônomo.Uber é aprovado para reinicio de testes com carro autônomo.

Um porta-voz da Uber confirmou que a PennDOT concedeu a aprovação, mas alertou que a empresa ainda precisa reiniciar os seus testes.  "Recebemos nossa carta de autorização, sim, mas ainda não colocamos carros de volta na estrada", disse ela.

O Departamento de Transporte da Pensilvânia, em julho, emitiu diretrizes para a supervisão de segurança de veículos automatizados. A orientação diz que as empresas autônomas devem enviar um “aviso de teste”. O estado fica responsável pela coleta de dados semestralmente, incluindo as milhagens percorridas.

A Uber, em novembro, divulgou o seu relatório de segurança voluntário para a Administração Nacional de Segurança nas Estradas de Rodovias dos Estados Unidos. No documento, a companhia se compromete a retomar os testes com dois funcionários em cada veículo autônomo, permitindo a frenagem automática e monitoramento rigoroso dos motoristas de segurança. A companhia diz que possui o monitoramento em tempo real por terceiros dos drivers de segurança e backup, e ainda estabelece limite de quantidade de tempo que os motoristas podem trabalhar.

Fonte: The Verge 

Mais sobre: tecnologia, Uber, carros autonomos