Resso, aplicativo de streaming de música da mesma criadora do TikTok está em teste na Asia

A ByteDance Inc já provou a que veio com o TikTok, aplicativo que caiu no gosto dos adolescentes trazendo a possibilidade de criar e compartilhar vídeos curtos. Agora a empresa testa o Resso, para streaming de música.

Por Tecnologia Pular para comentários
Resso, aplicativo de streaming de música da mesma criadora do TikTok está em teste na Asia

O TikTok atingiu um marco no último mês, acumulando cerca de 1,5 bilhão de downloads na App Store e na Google Play, se tornando o terceiro aplicativo mais baixado.

Agora, a ByteDance Inc, empresa por trás do TikTok, pretende expandir sua operação para o streaming de música com o Resso. Atualmente, ele é exibido na versão beta na Índia e Indonésia e tem como objetivo bater de frente com o Spotify e Apple Music em mercados emergentes.

Desenvolvido pela Moon Video Inc., o aplicativo já assinou acordos com gravadoras indianas como T-Series e Times Music, mas ainda está trabalhando na expansão de seu portfólio global com players maiores, como Universal Music Group e Sony Music Entertainment.

Aplicativo é intuitivo e simples de usar
Aplicativo é intuitivo e simples de usar

O aplicativo possui uma interface direta com artistas recomendados e listas de reprodução compartilháveis. O que o diferencia dos concorrentes é sua abordagem comunitária. Quando uma música está tocando, você também pode ver o vídeo que o acompanha, juntamente com as letras que "rolam" automática.

Os usuários também podem adicionar suas próprias fotos, vídeos ou GIFs para acompanhar as faixas. Semelhante ao TikTok seus controles permitem que os usuários adicionem comentários e se inscrevam nos canais de outros usuários.

Também há suporte para compartilhamento de playlists no Facebook, Instagram, WhatsApp e outras plataformas.

O Resso possui uma versão gratuita com anúncios e um serviço de assinatura sem anúncios que custa cerca de US$1,68 por mês na Índia. Infelizmente sua biblioteca de músicas ainda é pequena, mas isso deve mudar nos próximos meses.

Recomendamos ler:

Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Comentários:
Carregar comentários