Final Cut Pro ou Adobe Premiere: Qual é o melhor editor de vídeo?

Final Cut Pro ou Adobe Premiere? A maioria dos editores de vídeo profissionais usam um ou outro. Veja como esses dois programas de alta classificação se comparam, recurso por recurso.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

Escolher um software para fazer edição de vídeo certo pode ser confuso. Se você quer o melhor software para isso, provavelmente vai chegar a duas opções: Final Cut Pro ou Adobe Premiere. Mas, qual deles é o melhor? É aí que as coisas ficam difíceis. Ambos parecem atraentes, mas você vai querer ter a certeza de que está investindo seu dinheiro na ferramenta certa. Afinal, há apenas alguns sentimentos nessa vida piores do que o remorso de uma compra.

Neste guia Final Cut Pro ou Adobe Premiere, mostraremos uma comparação lado a lado de cada uma das ferramentas. Então, quando terminar de ler, você poderá tomar uma decisão o mais sensata possível, tendo em vista suas necessidades.

Final Cut Pro ou Adobe Premiere: Qual é o melhor editor de vídeo?

Há muitos debates polarizados no mundo da tecnologia. Windows x Linux, Android x iPhone, Xbox X PS4, e por aí vai. Com os softwares de edição de vídeo não é diferente. O Final Cut Pro e o Adobe Premiere Pro são provavelmente as ferramentas mais populares para o trabalho e, portanto, ambos têm seus fãs obstinados. Mas se você quiser tomar uma decisão objetiva sobre qual usar, quais são alguns fatores que você deve considerar?

Tempo de renderização

O tempo de renderização é muitas vezes algo que as pessoas apresentarão como argumento, quando se trata de recursos de edição de vídeo - afinal, é geralmente o maior problema quando se trata de edição. As otimizações tornam o Final Cut Pro X a escolha provável para aqueles que querem o menor tempo de renderização, mas este não é o único recurso a ser considerado.

Compatibilidade

O Adobe Premiere Pro é um software muito mais aberto. Ele é executado em uma variedade de hardwares diferentes, e está disponível para Windows e Mac. Por causa disso, a colaboração é muito mais fácil, já que você pode enviar arquivos para outras pessoas, para ajudar na edição, e provavelmente um editor profissional deve ter acesso a ele. Ele também possui arquivos Team Project, que tornam todo o processo de co-desenvolvimento de um vídeo muito mais simples.

Embora o Final Cut Pro X não tenha um foco de equipe tão grande em seu conjunto de edição, sua interface de usuário é sem dúvida mais fácil de usar, reduzindo os comandos de vários cliques ou mesmo reduzindo para um único clique. É mais limpo, mais esteticamente agradável aos olhos e, graças às suas otimizações para o hardware da Apple, é menos gastador de bateria também.

Usabilidade

Em termos de usabilidade, o Final Cut Pro X usa uma linha de tempo magnética de trilha única. Quando combinado com alguns dos recursos adicionais de software, como audições, é muito legal, mas muitas pessoas preferem a linha do tempo clássica, com várias faixas, como o Adobe Premiere Pro tem. Isso faz com que o programa da Adobe pareça mais familiar a qualquer um que tenha usado outras ferramentas de edição de vídeo, e, sem dúvida, oferece uma funcionalidade mais profunda através de um sistema de camadas mais aberto. 

Você pode ter vários videoclipes em suas próprias trilhas, com efeitos sonoros e música em suas próprias seções. É mais organizado, e oferece muitas dicas visuais, para que você saiba onde tudo está, o tempo todo.

Versatilidade

A compatibilidade mais ampla do Premiere pode significar que ele perde na corrida de renderização, mas também permite o suporte a mais formatos. Ele funciona com todos os tipos de tipos de arquivos de áudio e vídeo, e uma variedade de codecs. Ele também pode exportar vídeos em vários formatos diferentes, o que o torna um pouco mais versátil do que sua contraparte produzida pela Apple.

Essa compatibilidade se estende a outros softwares, permitindo que os editores coloquem facilmente clipes em outros softwares da Adobe - como o After Effects - para adicionar algo ao vídeo que simplesmente não é possível no software de edição da Apple. 

Melhor ainda, se você atualizar os clipes que está usando em outro programa que também faça parte do pacote da Adobe, ele atualizará automaticamente o cronograma do seu vídeo.

Já o Final Cut é uma boa opção para quem trabalha sozinho, ou em uma pequena equipe, para criar vídeos simples, como vlogs, entrevistas e vídeos básicos de marketing.

O Final Cut Pro X faz um ótimo trabalho ao permitir que você modifique coisas por meio de plugins, mas é difícil superar as opções oferecidas pelo Premiere nesse aspecto. Ele possui várias opções de gradação de cores incorporadas no software básico.

Dificuldade

O Final Cut Pro é a ferramenta ideal para quem está à procura de uma ferramenta simples, com uma curva de aprendizado curta e que ainda forneça um produto final de alta qualidade. Esta não é de forma alguma uma ferramenta “básica”, mas é a mais plug-and-play dos dois.

O Adobe Premiere é bom para quem não se importa muito em aprender, mas está procurando por uma ferramenta mais avançada, com uma ampla gama de opções de edição, para prepar qualquer projeto de vídeo.

Preço

Embora nenhum dos softwares seja considerado barato, o Final Cut Pro é a opção mais econômica, já que custa uma compra única de R$ 1099, em vez da taxa mensal de no mínimo R$ 90, ou até R$ 348 por mês do Premier, que em um ano já será o mesmo valor do software da Apple (que será seu para sempre).

Qual escolher?

Ao escolher uma dessas ferramentas, você deve prestar muita atenção às suas necessidades, à sua experiência e ao que é bom para você.

Ambas as ferramentas são ótimas quando usadas para o propósito certo. Não há certo ou errado. No entanto, cada uma dessas ferramentas é mais adequada para uma situação diferente.

 

Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal