Quem diria? Uma patente da Microsoft pode ser a solução para telas dobráveis mais resistentes

Os primeiros dispositivos com esse tipo de tecnologia ainda parecem estar longe de serem duráveis. A solução poderia vir de uma direção inesperada.

Por Smartphones Pular para comentários
Quem diria? Uma patente da Microsoft pode ser a solução para telas dobráveis mais resistentes

Não seria falso afirmar que o mundo já esteve mais empolgado sobre smartphones com telas dobráveis. Essa inovação tecnológica foi apresentada ao grande público através de duas grandes fabricantes asiáticas: Samsung, com seu Galaxy Fold, e Huawei, com o Mate X. Ocorre que ambas precisaram dar um passo pra trás. Enquanto a Huawei adiou indefinidamente o lançamento do Mate X, a Samsung passou por grandes problemas com o Fold, que também foi postergado por sérios problemas de construção nas primeiras unidades entregues à imprensa. Felizmente, a Sammy já recolocou sua criação no mercado, mas durabilidade não parece ser o forte até mesmo da versão revisada.

O fato é que telas dobráveis ainda são delicadas, um verdadeiro desafio de engenharia. E o remédio para esses problemas pode estar vindo de uma direção inesperada: o Windows United descobriu patentes de tela dobrável propostas por ninguém mais, ninguém menos que a Microsoft. Os documentos mostram um tipo de tela dobrável que usa um componente líquido para fortificar a dobradura da display, um ponto crítico desse tipo de tecnologia. Quando o display é aberto ou fechado, as lacunas produzidas são preenchidas por líquido, liberando pressão do painel e tornando-o menos suscetível a danos.

Um esquema de como funcionaria essa tecnologia
Um esquema de como funcionaria essa tecnologia
A versão revisada do Galaxy Fold, por exemplo, usa peças sólidas para proteger as extremidades da articulação, impedindo a entrada de poeira e afins. O uso de líquido parece bem mais eficaz na proteção contra a entrada dessas partículas, e abrangeria toda a extensão da dobradiça.

Algo importante sobre a patente é que ela não está ligada a um dispositivo em específico, dando a entender que a Microsoft pode vendê-la como tecnologia para outras empresas. Infelizmente, o registro dessas soluções não significa que serão usadas em breve, mas fica a expectativa de que possamos ver algo assim o quanto antes. Não há dúvida de que as soluções propostas hoje são apenas um primeiro passo.

Leia também: Como ter mais privacidade no Windows 10? Tutorial de configurações. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários