Micron volta a enviar chips para a Huawei

A fabricante norte-americana Micron, voltou a enviar seus chips para a Huawei. A empresa encontrou uma forma de mostrar que uma parte de seus produtos ainda pode ser enviada para a fabricante de smartphones na China.

Por | @Vitor_Valeri Smartphones Pular para comentários

A fabricante norte-americana Micron, voltou a enviar seus chips para a Huawei. A empresa encontrou uma forma de mostrar que uma parte de seus produtos ainda pode ser enviada para a fabricante de smartphones na China. De acordo com, Sanjay Mehrotra, presidente-executivo da Micron, uma parte de seus produtos não são afetados pelas novas regulamentações de exportação para empresas de telecomunicação chinesas impostas pelo departamento de comércio dos EUA.

No dia 15 de maio, a Micron havia suspendido suas remessas por conta da lista negra de empresas chinesas proibidas de negociar com empresas norte-americanas. Porém, como a Huawei era a principal cliente da Micron, causando uma grande perda para a empresa de chips, foram contratados advogados para encontrar uma maneira de contornar a situação e voltar a comercializar seus produtos. Felizmente foi encontrado uma brecha onde fala que as sanções se aplicam somente a bens que possuem 25% ou mais de tecnologia, ou materiais com origem norte-americana.

Sede da MicronSede da Micron

Mas até efetuar o processo para ser possível voltar a comercializar seus chips com a Huawei, a Micron chegou a perder US$ 200 milhões em vendas, um prejuízo severo. Esperamos que outras empresas consigam sair do bloqueio feito pelo governo dos EUA ou melhor ainda, que o governo volte atrás em sua decisão. Entretanto, a batalha está longe de acabar de acordo com o que foi informado recentemente pela mídia chinesa.

Fonte: GSM Arena

Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal