Anatel informa que 9,1 milhões de smartphones foram bloqueados por perda ou roubo em novembro

Número de celulares no Brasil é bastante alto. Motivo principal é perda ou roubo.

Por Smartphones Pular para comentários
Anatel informa que 9,1 milhões de smartphones foram bloqueados por perda ou roubo em novembro

A Anatel, em julho deste ano, revelou que naquele mês, o Brasil registrava um número recorde de bloqueio de smartphones em virtude de perda ou roubo. Ontem, dia 11, porém, a instituição mostrou dados mais recentes, revelando que foram bloqueados no Brasil 9,1 milhões de celulares no mês de novembro.

Os recentes dados mostram que houve um aumento de 1,33% no número de smartphones bloqueados se comparado ao mês de outubro. Assim sendo, foram bloqueadas 119.421 unidades a mais somente em novembro.

Anatel informa que 9,1 milhões de smartphones foram bloqueados por perda ou roubo em novembro.Anatel informa que 9,1 milhões de smartphones foram bloqueados por perda ou roubo em novembro.

Se levado em consideração o mês de novembro de 2016, foi registrado um crescimento de 1,5 milhão de celulares bloqueados por roubo ou furto. Isso representa aumento de 21,05%.

Os dados foram divulgados baseados no Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (Cemi) que foi criado em 2016 com a finalidade de combater o roubo e furto de smartphones.

A Anatel diz ainda que tais bloqueios ocorreram baseados em solicitações diretas dos usuários às empresas telefônicas ou mesmo através do registro de Boletim de Ocorrência nas polícias dos estados e também do Distrito Federal.

Para realizar o bloqueio do dispositivo é necessário ligar para a operadora e informar os dados pessoais, como RG, CPF e endereço.

No geral, as empresas conseguem identificar o número de IMEI do aparelho e bloqueá-lo de modo rápido. Na caixa do produto ou mesmo na nota fiscal também devem constar tais informações.

Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias