Samsung planeja investir US$ 116 bilhões em negócios de chips lógicos até 2030

Samsung pretende investir aproximadamente US$63,8 bilhões vão ser investidos em P&D e US$51,6 bilhões para infraestrutura de produção. Com isso a Samsung diz que serão gerados cerca de 15000 novos empregos.

Por | @Vitor_Valeri Samsung Pular para comentários

A Samsung, no início do ano passado, se tornou maior fabricante de chips do mundo (ultrapassando a Intel). Após muito tempo investindo e dominando o mercado de memórias, decidiu mudar um pouco o seu rumo de desenvolvimento para focar agora em chips lógicos (Exemplo: processadores, chipsets). A empresa tem planos de desafiar a TSMC de Taiwan na fabricação de chips e a Qualcomm, de San Diego , em processadores móveis - enquanto o mercado de memórias se contrai depois de anos tendo um crescimento surpreendente.

Com essa mudança de estratégia, a fabricante pretende diminuir a sua dependência do segmento de memórias (que não foi tão quente no último trimestre). Para isso pretendem investir cerca de US$116 bilhões de dólares até 2030 exclusivamente em chips lógicos. Aproximadamente US$63,8 bilhões vão ser investidos em P&D e US$51,6 bilhões para infraestrutura de produção. Com isso a Samsung diz que serão gerados cerca de 15000 novos empregos.

Os fabricantes globais de semicondutores estão em uma corrida para produzir chips poderosos para suportar novas tecnologias, como redes móveis de quinta geração (5G), carros conectados e inteligência artificial (IA). Um dos fatores que incentivaram a Samsung investir em chips lógicos foi o fato da Intel jogar a toalha, desistindo dos modems 5G, que deveriam entrar nos iPhones. Além disso, outro fato que ocorreu que mostra que a Samsung tem interesse em produzir chips para carros, foi a compra da empresa Harman em 2017, que é dona de marcas como JBL, AKG, Harman Kardon, Bang & Olufsen, Selenium, AMX, Becker, BSS Audio, HiQnet e Lexicon.

Circuito de chipsCircuito de chips

A aposta ambiciosa de investimentos em semicondutores também surge no momento em que o negócio de smartphones da Samsung, que já foi o maior gerador de lucros, se esforça para retomar o crescimento visto que os fabricantes chineses começaram a avançar de maneira extraordinária.

OFICINA DA NET NO YOUTUBE
Gosta de tecnologia, smartphones e hardware? Então inscreva-se agora!

Não, obrigado