Oficina da Net Logo

Smartphone com 100% de tela; Procede isso Samsung?

Samsung registra patente de suposto Galaxy Z, confira o que pode vir no aparelho.

Por | @viniischulz Samsung

Rumores e especulação fazem parte do meio tecnológico, e a especulação mais recente vem em relação a Samsung e o registro de uma patente para um aparelho com 100% da parte frontal ocupado pela tela, sem recortes e sem bordas. Essa informação foi divulgada por Arun Maini, o Mrwhosetheboss. De acordo com as informações coletadas pelo youtuber, a Samsung teria registrado a patente de um aparelho com estas características, o que pode nos fazer supor que algo assim pode estar vindo aqui a algum tempo para o mercado.

Dica: Veja todos os rumores, informações e novidades do Galaxy S9.

Segundo o youtuber a ideia não é acabar com o lançamento do Galaxy S9 ou suposto smartphone com tela dobrável que tem ganhado a atenção com alguns rumores e que supostamente seria o Galaxy X. A patente registrada data do dia 30 de novembro e por enquanto é chamada de Galaxy Z.

O Galaxy Z seria um smartphone totalmente diferente do que conhecemos hoje. Ao contrário do iPhone X que tem 85% da parte frontal aproveitado pela tela, o Galaxy Z teria a parte frontal inteira ocupada por ela. Mas espera aí, e a câmera de selfies? E o leitor de digitais? Os botões? Bom é isso que Maini explica em seu vídeo.

As bordas curvas, já presentes nas linhas Galaxy S6 Edge, S7 Edge, S8, S8 Plus e Note 8, estarão também presentes no Galaxy Z, a diferença é que no próximo flagship da Samsung elas vão estar presentes em todo o smartphone, tornando a vista frontal do aparelho se resumida em tela, tela e mais tela.

Para os amantes da selfie fica aquela pergunta, se na parte da frente só vai ter tela, para onde vai câmera? Segundo a patente ela vai estar lá, porém escondida embaixo da tela. Quando o usuário ligar o sensor frontal, os pixels que estão na frente da lente, devem se desligar, possibilitando que a câmera capte a luz e faça a foto. Para corrigir as distorções causadas pelo vidro, será implementada uma correção via software. É quase impossível imaginar isso funcionando perfeitamente, por este motivo é de se esperar que o aparelho ainda leve um tempo para entrar no mercado.

Especulações sobre o Galaxy X.Especulações sobre o Galaxy X.

Quanto aos botões físicos, o Galaxy Z deve representar o fim deles em smartphones, exatamente tudo vai ser controlado pelo display e por sensores de pressão, até mesmo o botão power deve deixar de existir no aparelho. O que pode acontecer, assim como no HTC e no Pixel 2 da Google, são as “bordas pressionáveis”. A ausência de botões físicos, melhora significamente a proteção contra água e também soluciona problemas causados pelo desgaste dos botões.

Algo que já era esperado a algum tempo atrás mas que ainda não apareceu no mercado é o leitor de impressão digital embutido na tela, os fãs ficaram ansiosos pelo recurso no Galaxy S8, depois no Note 8 e por fim no iPhone X, porém a tecnologia ainda não figurou nenhum dos flagships e como o lançamento do Galaxy Z não é esperado para antes de 2019, ainda há tempo para a tecnologia ser desenvolvida e aperfeiçoada, para então figurar no modelo da Samsung.

Tecnologia de leitor de digitais na tela ainda não apareceu em nenhum aparelho.Tecnologia de leitor de digitais na tela ainda não apareceu em nenhum aparelho.

No vídeo, Mrwhosetheboss também pensou em alguns problemas que esse design pode trazer. Alguns deles até já são sentidos hoje, tanto com o Galaxy S8, como com o iPhone X, em ambos a fragilidade do aparelho é muito evidente, as bordas em vidro deixa o aparelho pouco resistente a quedas. E o outro problema é com relação às bordas, como elas também vão ser sensíveis ao toque, cabe a fabricante adaptar a tecnologia para que a mesma seja capaz de diferenciar o que é palma da mão e o que realmente são comandos no smartphone.

No iPad e Apple já implementou esta tecnologia, que consegue diferenciar este contato permitindo que o usuário consiga desenhar ou escrever com a caneta, sem que os toque realizados pelo resto da mão sejam interpretados como comandos.

Tecnologia precisa ser aperfeiçoada para que a palma da mão não seja confundida com comandos.Tecnologia precisa ser aperfeiçoada para que a palma da mão não seja confundida com comandos.

Quanto ao alto falante de chamada, as possibilidades seriam: um pequeno corte na tela, no local habitual ou então algo como a Xiaomi usa na linha Mi Mix, que é um emissor de som vibratório.

O lançamento deve acontecer no mínimo em 2019, pois a patente apenas foi registrada, não se sabe se já existe algum desenvolvimento ou até mesmo tecnologias capazes de realizar este processo. Ou até quem sabe, a Samsung pode até mesmo desistir da fabricação deste modelo e apenas lucrar com futuros aparelhos que usem da tecnologia registrada pela patente.

É algo que fica vago, porém quem sabe algo do falado que foi falado acima apareça em algum dos próximos flagships da Samy. O negócio mesmo é aguardar por confirmações da empresa ou anúncios dos próximos modelos. Mas até lá alimentamos nossa curiosidade com especulações. Mas e aí, o que você acha sobre essa patente, telas 100% serão o futuro dos Smartphones? Comenta aí pra gente.

COMPARTILHE
Relacionado
Comentários