Galaxy Note 7 irá render 157 toneladas de metais preciosos

Samsung irá remover metais preciosos dos smartphone explosivos que foram recolhidos.

Por | @oficinadanet Samsung

Quem não lembra do Samsung Galaxy Note 7, o famoso celular explosivo da marca? Pois bem, recentemente, a sul-coreana revelou que irá lançar uma versão reformulada do Galaxy Note 7, o Galaxy Note FE, com o estoque dos aparelhos que não foram comercializados incialmente.

Sobre os smartphones recolhidos durante o recall, a empresa também irá reaproveitar. De acordo com a Samsung, serão extraídos cerca de 157 toneladas de metais preciosos dos dispositivos.

Galaxy Note 7Galaxy Note 7

O procedimento irá incluir o desmonte dos aparelhos e separar alguns dos componentes essenciais, como sensores de câmera, processadores, semicondutores de memória e displays OLED. De acordo com a empresa, alguns deles serão utilizados como materiais de troca para outros aparelhos, e outros serão vendidos.

A empresa, durante o processo, irá ainda recuperar algumas matérias primas usadas nos aparelhos. De acordo com a própria Samsung, os Note 7 que foram recolhidos irão render 157 toneladas de metais preciosos, incluindo ouro, prata, cobre e cobalto. O procedimento será feiro em parceria com empresas de reciclagem de equipamentos eletrônicos e terá início ainda neste mês.

A Samsung, além de lucrar com a medida, também irá realizar a reciclagem por outro motivo. Conforme a empresa, grupos de proteção ao meio ambiente exigiram o descarte correto do Note 7.

Mais sobre: Samsung smartphones galaxynote7
Share Tweet
Recomendado
Objeto Relacionado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo