Confira tudo que rolou no Hackatour 2017

Nesta semana que passou aconteceu a 2ª edição do hackatour. Confira os projetos que participaram e a equipe vencedora.

Confira tudo que rolou no Hackatour 2017

Aconteceu na última semana a 12ª edição do Festival das Cataratas, um dos maiores festivais de turismo do Brasil. O evento ocorreu em Foz do Iguaçu e eu estive lá para cobrir tudo o que aconteceu no Hackatour deste ano, a maratona de programação do evento.

Para quem não sabe, uma hackathon é uma maratona de programação, geralmente de 24 horas, onde equipes desenvolvem soluções, aplicativos, sistemas, sites, etc. no prazo estipulado. O tema pode ser livre ou fixo. No final do período escolhe-se um vencedor.

Grandes negócios já saíram das hackathons e o Festival das Cataratas buscou a próxima grande solução na área das soluções voltadas ao turismo (por isso Hackatour, entendeu?? hackaTOUR, entendeu agora?).

A equipe vencedora seria aquela que conseguisse desenvolver a melhor ideia e solução para o turismo em cerca de 34 horas, período pelo qual se desenrolou a competição. O evento ocorreu diretamente do PTI, o Parque Tecnológico de Itaipu, que, aliás, é uma incrível proeza da engenharia e está merecendo um post exclusivo aqui no Oficina.

Mas voltando ao evento, quatro equipes disputaram o prêmio principal de R$ 2.500, além do título de vencedores da 2ª Hackatour. Os projetos foram validados por uma equipe de profissionais do ramo da tecnologia e do turismo que avaliaram a utilidade do produto final, a criatividade da solução, a experiência do usuário, o alcance da proposta e a qualidade do código criado.  

O primeiro grupo, o Brainstorm, desenvolveu o Welcome2, um aplicativo focado na acessibilidade e na experiência do usuário com necessidades especiais.

A segunda apresentação foi do Foz Companion, um aplicativo com o slogan "seu guia de turismo no seu bolso". A intenção é ser um intermediário digital para aquelas pessoas que viajam sem o auxílio de agências ou qualquer profissional do turismo (cerca de 15% dos turistas).

e



O Guia Foz, um aplicativo para reunir todas as informações sobre o turismo na cidade, foi a terceira solução exposta aos jurados no Hackatour. Os passeios são sugeridos conforme o perfil e orçamento de cada usuário, além de também permitir a compra simples e centralizada dos vouchers. 

O último grupo apresentou o Guiboo, uma ferramenta para a conexão rápida entre guias e agências de turismo e motoristas autônomos visando facilitar a contratação de serviços. Segundo a equipe, especialmente nos períodos de alta temporada existe uma dificuldade em fazer essa contratação, suprida atualmente por meio de redes sociais e de boca em boca. 

E os vencedores foram os criadores do Guiboo: Diego Velazquez, Daniel ChowYang, Matheus Castegnaro, Lucas Oliveira e Gabriel Custódio Matos. Eles contaram que a ideia inicial era fazer um aplicativo para reduzir a quantidade de papel que os guias carregam, mas que, durante a conversa com os profissionais da área no Festival, descobriram que já existiam propostas semelhantes. Por isso, mudaram a estratégia no último instante.

E deu certo: o grupo levou um prêmio de R$ 2.500,00, além de uma inscrição para o Circuito Oeste de Startups do Sebrae. A segunda colocada foi a equipe que desenvolveu o Welcome2. Em terceiro lugar ficou o Guia Foz e em quarto o Foz Companion

Marcelo Valente, proprietário da Loumar Turismo e um dos membros da banca dos jurados: "As quatro equipes têm méritos, mas era preciso que alguém ganhasse. Buscar a especificidade foi o ponto mais positivo do grupo que venceu".

A equipe vencedora, Guiboo
A equipe vencedora, Guiboo

Além da premiação em dinheiro para a equipe vencedora, todas as demais poderão inscrever sua ideia no Programa de Desenvolvimento de Negócios da Incubadora Santos Dumont, um projeto do próprio PTI, que está com as inscrições abertas e busca fomentar e desenvolver a criação de novos investimentos, geração de renda e empregos na região de Foz do Iguaçu.

Aliás, você também pode submeter uma proposta de negócio, viu?. O prazo encerra-se no dia 31 de agosto e as oportunidades são incríveis: até 3 anos de contato direto com o pessoal da incubadora onde os novos empreendedores terão acesso a verdadeiras aulas de gestão, gerência, planejamento e tudo o mais que envolve um negócio que fadado ao sucesso. Além disso, ter o nome da Itaipu atrelado ao programa de incubação abre diversas portas para potenciais parceiros que vão querer colar seu nome à sua marca e projeto.

Edital, prazos e demais informações podem ser conferidas neste link. Abaixo mais algumas imagens do Hackatour 2017. Todas elas são do fotógrafo Francisco H. Sierich.

5 celulares para NÃO COMPRAR em 2021

Conteúdo relacionado

Review Avell B.ON: O notebook mais bonito que já testei
Notebooks

Review Avell B.ON: O notebook mais bonito que já testei

Testar produtos novos sempre encanta, mas quando eles são realmente bonitos, nossa aí é melhor ainda. Será que ele também é bom para trabalhar?

Quer aprender PHP? Saiba mais
Programação

Quer aprender PHP? Saiba mais

Chegou o tão aguardado curso online de PHP do Oficina da Net. Você não pode perder. PHP é uma das linguagens mais usadas no mundo. Os conteúdos que vou mostrar no curso, são exatamente o que você precisa saber para iniciar sua carreira como programador.

10 melhores dicas para iniciantes em PHP
Programação

10 melhores dicas para iniciantes em PHP

Veja 10 dicas para quem pretende iniciar na carreira de programador PHP