Revelado acordo de gigantes da tecnologia para não-contratação de funcionários

Troca de e-mails entre companhias mostram ameaças de Jobs e evidências de acordo para que uma empresa não contratasse funcionários da outra.

Por | @alexscs Carreira em TI

As gigantes da tecnologia Apple, Google, Intel, Palm, entre outras, tinham um acordo para que uma companhia não seduzisse funcionários da concorrente. As conversas entre os grandes executivos revelam os bastidores de um mercado que movimenta milhões de dólares, mas sofre com a falta de mão-de-obra qualificada.

O esquema de parceria foi revelado após cinco funcionários do setor de tecnologia abrirem um processo contra as empresas envolvidas no trato. Segundo consta nos documentos, havia um “acordo de cavalheiros” para que uma marca não oferecesse mais benefícios para atrair trabalhadores rivais.

E até Steve Jobs estava envolvido fortemente no caso. Um dos e-mails anexados ao processo revela ameaças de Jobs a Edward Colligan, ex-CEO da Palm. Nele, Jobs ameaça entrar com um processo de patentes contra a companhia e ressaltou sua vantagem financeira caso fosse necessário haver disputa na justiça.

Revelado acordo de gigantes da tecnologia para não-contratação de funcionários

E-mail de Jobs para Ed Colligan. (Fonte: The Verge)

A Google também se envolveu com a Apple. Steve Jobs enviou um e-mail a Eric Schmidt, ex –CEO da gigante de buscas, cobrando explicações referentes a recrutamento de funcionários da Apple para a equipe de desenvolvimento da Google. Schmidt, em resposta, prometeu averiguar imediatamente e pediria discrição ao setor de RH.

A Adobe, Google, entre outras, possuíam lista de “não chamar”, que incluíam nomes de empresas das quais não deveriam ser contatados funcionários para eventuais vagas em aberto. Em relação a Adobe, um memorando diz que não devem ser solicitados candidatos, mas caso algum funcionário da outra companhia enviar o currículo, é permitida a resposta.

A Pixar também enviou um e-mail a Jobs, informando que um de seus funcionários enviou o currículo demonstrando interesse em uma de suas vagas. Nele, Rob Cook pede permissão a Jobs para fazer uma oferta, visto que o trabalho a ser desempenhado seria somente de assistente administrativo, e não relacionado à engenharia. Jobs responde que está tudo bem.

As companhias envolvidas no processo tentaram manter os e-mails em segredo, mas a juíza federal de San Jose(EUA), Lucy Koh, negou o pedido. Com isso, as mensagens eletrônicas vieram a conhecimento público. Também, Eric Schmidt e Tim Cook (atual CEO da Apple) devem prestar depoimento sobre o caso em breve.

Google, Apple, Adobe Systems, Intel, Intuit e a divisão Pixar da Disney possuem um acordo com a justiça norte-americana para que a mesma não se envolva em pactos de não contratação de funcionários de companhias rivais.

Apesar de o processo ter vindo a publico, é improvável que esse tipo de esquema não exista mais nos dias de hoje. Há quem acredite que as gigantes de TI mantenham algumas conversas freqüentes.

Mais sobre: apple, google, pixar
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários