Retrospectiva 2012: Apple

Mais um iPhone, batalhas judiciais e a empresa mais valiosa da história... Vamos ver cinco fatos de como foi o 2012 da Apple e suas conquistas (e decepções)!

Por | @alexscs Carreira em TI

O ano de 2012 foi muito importante para a Apple. Foi o primeiro ano sem o seu gênio, Steve Jobs, falecido em 2011. Com isso, restou a Tim Cook assumir o cargo de CEO e continuar impulsionando a companhia aos céus.

Vários êxitos foram obtidos. Um novo iPhone, poderoso, e o título de empresa mais valiosa da história, superando a eterna rival Microsoft. Não se pode negar que o legado que Jobs deixou à empresa não tem preço. Liderando uma empresa quase falida à marca mais valiosa do mundo, hoje a Apple depende apenas de si para se manter no topo.

Vamos rever alguns fatos que marcaram o ano da Apple. Alguns bons, outros nem tanto, mas nada que diminuía a grandiosidade da marca da maçã.

iPads, iPads e iPads!

Quebrando uma tradição de anos, a Apple lançou DOIS iPads em 2012. O iPad 3, de terceira geração, foi lançado em março, e levou muita gente às lojas para comprar o novo produto. O que as pessoas não esperavam, porém, é que o iPad 3 seria “ultrapassado” ainda no mesmo ano pelo iPad 4, de quarta geração.

Retrospectiva 2012: Apple

Lançado em outubro, o novo iPad deixou bastante pessoas incrédulas, pois tinham acabado de adqurir o iPad 3 e já estão defasados. Apesar disso, as atualizações para ambos os aparelhos estarão disponíveis por um bom tempo ainda. O que é um alívio, principalmente para pessoas que possam ter economizado moedas durante dois anos para comprar um iPad e, 15 dias após a compra, o aparelho ser ultrapassado. Vai saber...

Mais um iPhone!

Nas vésperas de lançamento de produto importantes, sempre correm rumores de suas especificações e funcionalidades. Mas, incrivelmente, com o iPhone 5 não houve surpresas, e tudo nele apresentado correspondeu aos boatos que haviam sido lançados, o que decepcionou algumas pessoas. Lançado em setembro em nove Países, o novo aparelho da Apple chegou somente em dezembro no Brasil e possui uma tela de 4 polegadas (maior do que seu antecessor), processador A6 dual-core, além de ser mais fino e mais leve.

Retrospectiva 2012: Apple

Acusações, plágios, processos, tribunais...

Apesar do sucesso nas vendas, a Apple não escapou dos tribunais em 2012. Com uma série de acusações tanto sofridas quanto feitas, o departamento jurídico da empresa tem bastante trabalho pela frente. A maior delas é a guerra judicial Apple x Samsung, na qual a companhia norte-americana acusa a sul-coreana de infringir várias de suas patentes. O caso já rodou o mundo, com vitórias para ambos os lados. A maior delas, porém, foi a favor da Apple, cujo veredicto condena a Samsung a pagar mais de 1 bilhão de dólares aos norte-americanos.

Retrospectiva 2012: Apple

Mais recentemente, em novembro, a Apple pagou 21 milhões de dólares à companhia ferroviária nacional da Suíça (SBB). Isso para evitar um processo de plágio relacionado ao novo design do relógio digital dos iPhones e iPads. Os suíços alegavam que o iOS utiliza uma aparência "idêntica" à dos relógios criados em 1944. Os dois designs têm um relógio redondo com indicadores pretos, exceto pelo ponteiro dos segundos, que é vermelho. Acordo feito, quantia paga e nada que pareça ter um impacto muito grande no cofrinho da Apple, que possui em torno de 100 bilhões de dólares.

Mapas. Mapas?

Uma das grandes decisões típicas de um troféu de latão da Apple foi abandonar o Google Maps no iOS 6. Isso porque o seu substituto, um aplicativo de mapas nativo do sistema operacional não apresentou lá uma confiabilidade adequada. Nomes de cidades incorretos, pontes de uma cidade apresentadas em outra, erros nos modelos 3D e lugares que mais parecem cenários pós-guerra.

Retrospectiva 2012: Apple

Tim Cook, CEO da empresa, publicou uma carta pedindo desculpas pelos erros e afirmando que a companhia está trabalhando fortemente para aprimorar os mapas. Também, sugere que os usuários utilizem o Google Maps ou mapas da Nokia enquanto o aplicativo está sendo aprimorado.

Companhia mais valiosa!

Para fechar com chave de ouro, a notícia de que a Apple alcançou o patamar de empresa mais valiosa da história. Em agosto, ela alcançou o maior valor de mercado de todos os tempos para uma companhia, superando a máxima anterior alcançada pela Microsoft em 1999, segundo levantamento da agência Standard and Poor's (S&P). A empresa chegou a nada mais nada menos do que um valor de mercado de US$ 622,1 bilhões! A Microsoft havia atingido US$ 620,58 bilhões em dezembro de 1999.

Retrospectiva 2012: Apple

Mais sobre: retrospectiva2012 apple
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo