Será que você é um alvo fácil para os hackers?

A internet faz parte de nosso cotidiano e chega ser difícil nos imaginarmos sem ela, suas vantagens e facilidade. No entanto, não basta apenas navegar, é preciso usá-la com segurança.

Por | @BitdefenderBR Segurança digital

A internet faz parte de nosso cotidiano e chega ser difícil nos imaginarmos sem ela, suas vantagens e facilidade. No entanto, não basta apenas navegar, é preciso usá-la com segurança.

Para ilustrar tal importância, basta citar casos como os de Carolina Dieckman, Kim Kardashian e Scarlett Johansson, que tiveram fotos pessoais roubadas e expostas ao grande público. Já grandes empresas como o Google e a Sony tiveram suas páginas atacadas causando transtornos para usuários.

Estes recentes ataques a grandes empresas, bem como exposição de dados e informações pessoais de personalidades nos mostram o quão necessário é se proteger. E a pergunta que fica é: será que você está protegido? E a resposta é: provavelmente não. Isso porque a maioria de nós usa a internet para ações corriqueiras e, por isso, não toma maiores precauções, se expondo, muitas vezes, a riscos desnecessários.

Especialistas afirmam que mesmo quem diz que se preocupa com a segurança na internet acaba, geralmente, compartilhando mais do que o desejado. As redes sociais, cadastros com registros públicos e, mesmo, problemas de segurança, permitem que um volume enorme de informações seja acessado.

Para o cibercriminoso, não é difícil encontrar dados e uni-los em um quebra-cabeça até obter o que for preciso para sua fraude. Por exemplo, ele pode descobrir sua data de nascimento ao analisar o seu perfil na rede social da qual você faz parte.

Então, como se proteger?

Será que você é um alvo fácil para os hackers?Para aqueles que usam a internet para envio de e-mails, upload de fotos, redes sociais, compras e acesso online a contas bancárias, há muito com o que se preocupar. Isso porque seus dados pessoais estão ao alcance de criminosos. Para dificultar a ação deles, confira algumas dicas.

Encontre-se na internet: procure por seu nome no Google. Use combinação de seu nome, endereço, emprego, telefone e dados acadêmicos, por exemplo. Avalie se um hacker poderia com facilidade encontrar essas informações para lhe causar algum dano. Em caso positivo, procure restringir o acesso a esses dados.

Senhas seguras: para resolver o problema de criar senhas, a orientação é construir frases. Como a maioria dos hackers encontra a senha usando programas de computador que testam as combinações possíveis, criar senhas com frases longas dificulta o processo.

Atualizações e ferramentas: procure saber quais são os novos golpes e fraudes, além de comprar um antivírus e manter sempre a versão mais atual. Outras ferramentas que ajudam a manter seu computador protegido e suas informações a salvo são o firewall e anti-spams, opções facilmente encontradas em empresas desenvolvedoras de softwares de segurança.

Cuide de suas contas: priorizando as mais importantes. Por exemplo, contas bancárias, registros médicos e afins devem ter senhas seguras e serem constantemente avaliadas. Isso para verificar que estão livres de infecções e invasões. Além disso, é possível “omitir” ou mesmo mentir sobre suas informações para sites e espaços aleatórios. Por exemplo, nas redes sociais não é necessário declarar seu endereço com exatidão.

E então, você sabe como se proteger na internet?

Se você já pratica as medidas citadas, parabéns! Você sabe como se proteger na internet. Mesmo assim, não deixe de lado a atenção e cautela, mantendo a vigilância constante, como deve ser. Agora, se você ainda não havia pensado em usar as atitudes acima a seu favor, comece o quanto antes. Dessa forma, será possível aproveitar todas as vantagens e comodidades da internet, sem correr riscos desnecessários.

Este artigo foi criado pela equipe da Bitdefender Antivírus para uso exclusivo do Oficina da Net

Mais sobre: segurança hackers internet
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo