Google vai pagar pelo acesso de internet móvel em países emergentes

Dispositivos móveis, este é o termo da vez no Google. Parece que o maior buscador do mundo quer ampliar ainda mais o seu mercado, pagando pelo custo de acesso a internet em aparelhos de celular capazes de acessar a internet, em países emergentes.

Por | @nmuller99 Smartphones

Dispositivos móveis, este é o termo da vez no Google. Parece que o maior buscador do mundo quer ampliar ainda mais o seu mercado, pagando pelo custo de acesso a internet em aparelhos de celular capazes de acessar a internet, em países emergentes. Este mercado está em constante expansão, com a redução de custos dos aparelhos. 

O Google vai bancar o acesso ao buscador, e-mail e a rede social Google+. Os usuários terão acesso aos sites que surjam em resultados de busca do Google gratuitamente, mas qualquer site que não conste desses resultados acionaria um convite para assinar o plano de dados da operadora.

"O objetivo é atingir o próximo bilhão de potenciais usuários da Internet, muitos dos quais estarão em países emergentes e terão acesso à Internet primeiro em seus celulares, sem que nunca tenham comprado um computador", disse AbdelKarim Mardini, gerente de produto do Google, à Reuters.

A solução ainda é experimental e está em operação apenas nas Filipinas, em parceria com a operadora local Globe Telecom, mas a ideia é expandir para países chamados emergentes, em que a penetração de smartphones e banda larga móvel ainda é limitada.

O Google Free Zone ainda fará com que os usuários tenham acesso aos sites que surjam em resultados de busca do Google gratuitamente, mas as demais páginas na internet, que não constem nos resultados de busca, acionaria um convite para assinar o plano de dados da operadora.

Mais sobre: google, free zone, internet
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar