Curiosity registra fotos do que seria um possível rio em Marte

De acordo com as últimas informações da Agência Espacial Norte-Americana – NASA, as últimas descobertas do robô Curiosity, indicam que os recursos hídricos de Marte no passado, eram bem abundantes

Por | @oficinadanet Ciência

De acordo com as últimas informações da Agência Espacial Norte-Americana – NASA, as últimas descobertas do robô Curiosity, indicam que os recursos hídricos de Marte no passado, eram bem abundantes. O robô tirou várias fotos que provariam a existência de um grande fluxo de água neste planeta em questão.

Para os cientistas envolvidos nessa missão, as novas fotos quase que comprovam a existência de um rio em solo marciano em um passado remoto. Nas fotos é possível observar pedras arredondadas incrustadas em rochas maiores, sendo que para os cientistas, esses cascalhos seriam enormes demais para terem sido levados até esse determinado local, somente pela força dos ventos.

Sendo assim, a única explicação para esse acumulo de cascalho em rochas, é a existência de um fluxo de água muito grande que as esculpiram. Para esses mesmos cientistas, não existem dúvidas algumas de que no passado existiu um rio em solo marciano com profundidade de até um metro.

Para o cientista do Laboratório de Ciência de Marte da NASA, John Grotzinger, declarou ele que, “as fotos provam que Marte foi habitável, embora sabemos que a região em que os cascalhos foram encontrados precise de estudos mais detalhados”.

Vale lembrar que o Jipe Robô Curiosity pousou no Planeta Vermelho a mais de um mês, carregando consigo 10 equipamentos para experimentos científicos, entre eles, o Dinâmico de Nêutrons Albedo, que fora uma contribuição da Rússia para esse projeto.

Mais sobre: rio, marte, curiosity
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários