Tribunal se recusa a interferir em processo milionário contra o Facebook

Um tribunal de apelações dos Estados Unidos acabou se recusando de interferir em um acordo milionário referente a um processo contra a rede social de Mark Zuckerberg

Por | @RafaelaPozzebon Redes sociais

Um tribunal de apelações dos Estados Unidos acabou se recusando de interferir em um acordo milionário referente a um processo contra a rede social de Mark Zuckerberg. De acordo com o tribunal, o processo avaliado em US$ 9,5 milhões, o extinto serviço do Facebook, Beacon, violou o direito de privacidade dos seus membros.

O Facebook lançou o Beacon no ano de 2007, ele permitia que os usuários pudessem transferir as suas atividades na internet para todos os seus amigos.  Assim, se um usuário alugasse um filme na Blockbuster, o negócio seria transmitido para toda a rede social.

Para tanto, o Facebook não pediu autorização para os seus usuários para transmitir tais informações para os amigos na rede social, assim, os usuários, sentindo-se prejudicados com a exposição da privacidade, acabaram reclamando o fato. Em razão das inúmeras queixas, o Facebook suspendeu as atividades do serviço.

Um grupo de 19 autores recorreu a uma ação coletiva em um tribunal federal contra a rede social e também outras empresas que faziam parte do Beacon. Na época, o Facebook logo se dispôs as entrar em um acordo por US$ 9,5 milhões.

Mais sobre: Facebook, processo, Beacon
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.