Emails de hackers são bloqueados e vítimas não conseguem pagar o resgate

Serviço de e-mails Posteo da Alemanha bloqueia conta de hackers que estavam disseminando o ransomware e deixa as vítimas sem contato com os hackers para fazer o pagamentos de resgate para ter seus dados de volta.

Por | @fsbeling Segurança digital

Na terça-feira (27) um novo ataque de ransomware começou a afetar computadores do mundo todo, deixando novamente todos em alerta. O problema ou a solução encontrada desta vez veio através do serviço de e-mails Posteo da Alemanha que comunicou a identificação de alguns ransomwares em seus servidores poucas horas após o início do ataque.

O ransomware é uma malware que quando entra em um sistema consegue bloquear totalmente o acesso e passa então a cobrar um valor de “resgate” para realizar o desbloqueio e devolver ao usuário o acesso aos seus dados, geralmente é cobrado o valor na moeda Bitcoin.

Mas neste mesmo comunicado a empresa afirmou que bloqueou todas as contas de e-mails identificados, a partir daquele momento nem mesmo os proprietários conseguiram acessá-los.

 

Apesar do bloqueio daquelas contas ter resolvido um dos problemas que é a propagação do ransomware, que significa conter apenas uma parte da ameaça, outro problema ainda maior foi gerado neste momento. Sendo assim, todos os usuários que foram afetados pelos ransomwares enviados por essa conta consegue entrar em contato com os hackers realizar o desbloqueio. Muitas vítimas já comentaram que efetuaram o pagamento do valor de resgate exigido pelos hackers, mas não conseguiram obter as chaves de decriptação.

Está atitude de proteção aos usuários adotada pela Posteo está gerando polêmica. Algumas pessoas acham que é melhor permitir o acesso a seus dados novamente e outras defendem a ideia de proteger aqueles não foram atingidos ainda.

E você, o que acha decisão do serviço de e-mails da Alemanha? Deixe seu comentário.

Mais sobre: ransomware hackers posteo
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter